Comentarista faz alerta para Vasco não virar time 'ioiô': 'Falta um choque na direção'

Paulo Vinícius Coelho sugere que 'grandes vascaínos' salvem o Cruzmaltino: 'Que seja a última vez que luta para não cair'

Por O Dia

Léo Pereira aproveita vacilo da zaga do Vasco para empatar aos 50
Léo Pereira aproveita vacilo da zaga do Vasco para empatar aos 50 -

Rio - O cenário parecia montado para uma vitória memorável do Vasco na última quarta-feira. Diante de São Januário com ótimo público, o time superou dois desfalques por lesão no primeiro tempo para sair na frente e dar um alento à torcida na luta contra o rebaixamento. Mas isso durou até os 49 minutos do segundo tempo. No último lance da partida, o Atlético-PR arrancou o empate por 1 a 1, calou o estádio e manteve o Cruzmaltino em situação preocupante.

O resultado levou o Vasco a 39 pontos, ainda correndo muitos riscos de ser rebaixado. O comentarista Paulo Vinícius Coelho, da 'Fox Sports', destacou que o principal problema não está na equipe, mas sim com a direção.

"O jogador não quer ficar na situação que está. Ele quer ser campeão. Ele fala sobre o Alberto Valentim, sobre a defesa. O Vasco tem problemas crônicos gravíssimos. Mas não são do elenco, são das diretorias. Precisa ter um choque na direção. Não pode virar um time ioiô, subindo e descendo. Tem que ter um choque dos grandes vascaínos se juntarem para que seja a última vez que brigue para não cair", afirmou PVC.