Vasco: Leandro Castan garante que não negocia com ninguém

Zagueiro desmente em rede social declarações do próprio pai e empresário de que ainda pode ir para o Corinthians

Por O Dia

Com vínculo até o fim de 2019, Castan ainda estaria no alvo do Timão
Com vínculo até o fim de 2019, Castan ainda estaria no alvo do Timão -

Rio - Com multa rescisória de R$ 30 milhões, Leandro Castan interrompeu as férias para rebater uma declaração do próprio pai e empresário, Marcelo Castan, que revelou à 'Gazeta Esportiva' não ter encerrado a negociação com o Corinthians.

"Não estou negociando com ninguém. Vamos aproveitar esse final de ano, né? Deus abençoe todos vocês", postou Leandro Castan, após uma 'invasão' de torcedores em sua conta no Twitter.

Em processo de reformulação, o Vasco não abre mão de Castan, que se firmou não apenas tecnicamente, mas como um dos líderes da equipe na luta contra o rebaixamento para a Segundona. O assédio do Corinthians, que também buscou informações sobre Maxi López, irritou a cúpula cruzmaltina, que bateu o pé e não facilitou a saída de seu capitão, com contrato até o fim de 2019.

Ao fim do Campeonato Brasileiro, o pai e empresário do zagueiro se reuniu com a diretoria do Vasco e não teve sucesso na tentativa de liberação. A partir de janeiro, Castan receberá um reajuste salarial, previsto em contrato. Uma proposta para prorrogar o vínculo não está descartada para encerrar de vez os rumores de transferência.

Até o momento, o Vasco acertou com Cáceres, Cládio Winck, Bruno César e Ribamar. Danilo Barcelos, lateral-esquerdo do Atlético-MG, é o próximo.

 

Comentários