Homenagem ao Flamengo gera crise nos bastidores do Vasco

Em meio aos elogios, parte da torcida e nomes influentes do criticam bandeira rubro-negra na camisa do clube

Por MARCELO BERTOLDO

Presidente do Conselho Deliberativo Roberto Monteiro
Presidente do Conselho Deliberativo Roberto Monteiro -

Rio - Com uma campanha irretocável na Taça Guanabara, com seis vitórias em seis jogos, o Vasco tem crise institucional para contornar às vésperas da decisão de domingo. Com a bandeira do Flamengo estampada em seu uniforme no jogo que terminou com a vitória de 3 a 0 sobre o Resende, quarta-feira, no Maracanã,  o clube homenageou as vítimas do trágico incêndio no alojamento das categorias de base do Flamengo, no Ninho do Urubu. Entre elas, o primo do zagueiro Werley, Pablo Henrique, de 14 anos. A repercussão foi imediata e dividiu opiniões nas redes sociais, mas não nos bastidores da Colina.

Internamente, a ousada demonstração de solidariedade ao maior rival foi considerada polêmica e desrespeitosa ao estatuto do clube. Pelo Twitter, o presidente do Conselho Deliberativo, Roberto Monteiro, se manisfestou contra a decisão da diretoria. 

"Na tentativa desesperada de atrair holofotes, conspurcou o que temos de mais sagrado: nossa camisa. Demagogia barata, que atenta contra as tradições vascaínas, fere o estatuto do clube e ajuda o grande responsável pela tragédia a assumir o papel de vítima", postou Monteiro, ex-aliado do presidente Alexandre Campello.

Conselheiro e filho do ex-presidente Eurico Miranda, Euriquinho (Eurico Brandão) também criticou a presença da bandeira do Flamengo na camisa do Vasco e deixou claro que a homenagem deveria ter sido direcionada às vítimas. 

"Vasco com a bandeira do dente podre no uniforme? Tudo tem limite. Homenagens aos meninos e suas famílias sempre! Ao clube por quê? Idiotas", postou no Twitter.

Membros de diferentes grupos políticos também não apoiaram a homenagem conduzida pela diretoria. O Vasco estendeu a solidariedade às vítimas do temporal que castigou o Rio na semana passada, deixando sete mortos e muito desabrigados. Com a frase 'SOS Rocinha e Vidigal'. As camisas usadas na vitória sobre o Resende serão leiloadas e o dinheiro será revertido para as famílias assoladas pelas chuvas.

 

 

 

Comentários