Mais Lidas

Capitão do Vasco, Castan relembra luta contra tumor no auge da carreira: 'Não conseguia andar'

Zagueiro chegou a cogitar parar de jogar futebol

Por O Dia

Capitão do Vasco, Castan
Capitão do Vasco, Castan -

Rio - O capitão do Vasco, Leandro Castan, deu uma entrevista emocionante ao canal "Pilhado", que foi ao ar nesta segunda-feira. O zagueiro relembrou a batalha que travou contra um tumor no cérebro, descoberto quando ele estava no auge de sua carreira, vestindo a camisa da Roma-ITA, e que lhe afastou dos gramados por quatro anos.

"Eu estava no melhor momento da minha carreira, inclusive sendo convocado pra Seleção. Estava realmente no meu auge. E aí, de um dia pro outro, mudou completamente minha vida. Virei um ex-jogador. Tive tonturas, fiquei internado, minha cabeça parecia uma montanha-russa. Perdi 15 quilos nessa "brincadeira". Foi aí que começou uma história de terror. Achei que ia morrer. Tanto que uma vez, dormi e acordei desesperado, porque sonhei que estava em um caixão entrando na minha cidade", contou o jogador.

Castan também relatou os momentos difíceis enfrentados no período de recuperação da cirurgia.

"Não conseguia ficar de pé. Tinha que deitar do lado direito, e se eu virasse a cabeça muito rápido tinha tontura. Se eu deitasse com a cabeça do lado esquerdo, onde estava o tumor, mesma coisa. Fiquei assim uns 15 dias. Não conseguia andar. Minha esposa e meu pai tinham que me apoiar do lado deles. Não conseguia dirigir, não conseguia fazer nada."

Segundo o zagueiro, ele já havia tomado a decisão de parar de jogar futebol, mas uma surpresa mudou totalmente seus planos.

"O médico foi curto e grosso: "você tem um tumor na cabeça e é zagueiro. Zagueiro cabeceia. Você não pode mais jogar futebol". Aí eu falei: "Beleza, to indo embora. Vou parar de jogar". Não ia abrir minha cabeça nem "a pau". Aí chego em casa, conto pra minha mulher e ela me fala: "tô grávida". Foi aí que eu decidi fazer a cirurgia. Foi como um sinal de Deus."

Confira a entrevista completa:

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários