Corpo de Eurico Miranda será velado na capela de São Januário

Cerimônia será aberta ao público, mas enterro, no Cemitério São João Batista, será reservado à família e amigos

Por MARCELO BERTOLDO

Eurico Miranda enfrentava um câncer no cérebro e estava muito debilitado
Eurico Miranda enfrentava um câncer no cérebro e estava muito debilitado -

Rio - O velório de Eurico Miranda será realizado na Capela Nossa Senhora das Vitórias, em Januário, entre às 18h desta terça-feira até às 10h de quarta-feira. A cerimônia será aberto para o público. De lá, o corpo do ex-presidente do clube e do Conselho de Beneméritos será levado para o Cemitério São João Batista, em Botafogo, onde será sepultado, na presença da família e amigos, apenas.

Com mais 52 anos dedicados ao Vasco, Eurico Miranda faleceu nesta terça-feira aos 74 anos, vítima de um câncer no cérebro. O dirigente foi levado de ambulância para um hospital na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, mas não resistiu aos procedimentos e morreu no início da tarde. O Vasco decretou luto oficial de três dias e cancelou todas as atividades esportivas em todas as sedes.

Mais icônico dirigente dos 120 anos do Vasco, o controverso Eurico Miranda deixou sua marca escrita na história do clube e do futebol brasileiro, colecionando muitos títulos, polêmicas, inimigos e uma relação de amor e ódio, com a própria torcida e dos rivais.

Comentários