Pouco eficaz no ataque, Vasco fica no 0 a 0 com o vice-lanterna CSA

Em Cariacica, Talles Magno agrada, mas passa em branco na estreia como titular

Por O Dia

Marquinho tenta tirar a bola de Nilton: afoito, o Vasco foi incapaz de vencer o vice-lanterna do Brasileiro
Marquinho tenta tirar a bola de Nilton: afoito, o Vasco foi incapaz de vencer o vice-lanterna do Brasileiro -
Cariacica - No primeiro confronto entre os irmãos Leandro e Luciano Castan, as defesas de Vasco e CSA terminaram o duelo invictas no empate por 0 a 0, no Kleber Andrade. Sem criatividade e poder de fogo, o Cruzmaltino não confirmou o favoritismo diante do penúltimo colocado e perdeu a chance de se afastar da zona da confusão, ainda em 15º lugar, com 14 pontos.
Falso 9 da vez, Bruno César não rendeu fora da posição de origem. Responsável pela armação, Marquinho tampouco funcionou. Com liberdade, Marrony e Talles Magno, estreante como titular, tiveram dificuldade para furar a marcação do CSA. Sem o contra-ataque a favor, o Vasco teve dificuldade para ameaçar o gol dos alagoanos no primeiro tempo de poucas emoções.
A entrada de Marcos Júnior no lugar de Marquinho trouxe mais mobilidade ao meio de campo no segundo tempo. Com uma postura um pouco mais agressiva, o Vasco apresentou uma ligeira melhora quando Pikachu e Talles Magno passaram a ser mais acionados. Com dribles e arrancadas, o atacante, de 17 anos, apareceu mais e criou algumas boas jogadas.
Com Tiago Reis e Valdívia no lugar de Bruno César e Raul, respectivamente, o técnico Vanderlei Luxemburgo apostou suas últimas fichas para buscar o resultado. Na pressão, o Vasco rondou o gol adversário, porém, foi o CSA que quase abriu o placar com Dawhan. Henríquez salvou quase em cima da linha.
A queda de energia nos refletores do estádio, aos 30 minutos, esfriou ainda mais o jogo que estava morno. Na volta, o Vasco, assim como a torcida, cobraram um pênalti não marcado após o corte de Naldo com o braço, após cruzamento de Valdívia. E assim, o jogo terminou como começou: 0 a 0.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários