Após marcar de falta, Guarín diz ser fã de ídolo do Vasco: '80% de chance de gol'

Ex-jogador fez das cobranças de bolas paradas uma de suas maiores armas ao longo da carreira

Por Lance

Guarín
Guarín -
Rio - Fredy Guarín mal chegou e já marcou o primeiro gol dele pelo Vasco. O colombiano cobrou falta rasteira e abriu o placar no jogo contra o Grêmio, na última quarta-feira, embora o Tricolor Gaúcho tenha virado o placar. Mas de bola parada o meio-campista vascaíno entende, também inspirado num ídolo do clube cruz-maltino.

"Muitos jogadores brasileiros me inspiram. Mas dentre os que já joguei contra, o Juninho, quando jogava no Lyon, era 80% de (chance) de gol - citou o volante, lembrando o atual dirigente do clube francês. Guarín, hoje com 33 anos, fez das duas temporadas no Saint-Éttiene (FRA) as primeiras no futebol europeu".

Juninho fez das cobranças de bolas paradas uma de suas maiores armas ao longo da carreira. Para Guarín, é uma tradição do futebol brasileiro da qual ele já sofreu também pela seleção - esteve em campo na vitória brasileira sobre os colombianos em 2014, quando o gol de Neymar foi o último de falta da Seleção Canarinho desde então.

"O futebol brasileiro tem como uma das maiores qualidades as faltas. Com a Colômbia, já sofremos alguns gols assim. É uns dos DNAs do futebol brasileiro. E é importante porque a bola parada define um jogo. É importante saber que a qualquer momento podemos ganhar ou perder na bola parada", lembra.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários