Zagueiro não garante continuidade no Vasco e fala sobre atrasos salariais

Atleta tem contrato com o clube carioca até o próximo dia 15

Por O Dia

Henríquez
Henríquez -
Rio - Oswaldo Henríquez não sabe se permanece no Vasco para 2020. O contrato do zagueiro colombiano com o Cruz-Maltino se encerra no dia 15 de dezembro, próximo domingo, e ainda não houve acordo para renovação. Após o empate da equipe carioca com a Chapecoense em 1 a 1, neste domingo, no Maracanã, o jogador de 30 anos falou sobre o clima de incerteza.

"Não está definido ainda. Ainda não sei. Agora que vai começar as férias, também é importante saber o que vai acontecer com o professor Vanderlei. Acho que estamos todos numa situação em que nada está definido. Vai ficar (para definir) um pouco mais para frente".

A indefinição em torno da continuidade de Henríquez na Colina está diretamente ligada aos atrasos de salário no clube. Os jogadores têm setembro, outubro e novembro a receber, e outros funcionários, incluindo Vanderlei Luxemburgo, não são pagos desde julho. O defensor comentou a necessidade de reorganização das finanças para o próximo ano e destacou o papel da torcida para que a situação se regularize.

"Toda empresa, seja no esporte, seja fora, tem que funcionar homogeneamente, de cima para baixo. É importante (regularizar salários), porque o torcedor está comparecendo, fez uma semana muito linda. Passou de 20 mil sócios para 170, 180 mil. Então o torcedor está querendo um Vasco organizado. O torcedor está assumindo uma posição de cobrança, querendo que o clube esteja estruturado de cima para baixo. Claramente é importante sanear todas as pendências para começar 2020 zerado".

Apesar dos recorrentes atrasos nos pagamentos, a equipe cruz-maltina não conviveu com protestos de seus jogadores ao longo temporada. Henríquez destacou o comprometimento do elenco em paralelo aos problemas administrativos do clube.

"O grupo mostrou durante o campeonato que se entrega independente da situação. Outros clubes, houve manifestações através da mídia para cobrar. Nós, como grupo, nunca saímos para falar nada. E isso não muda. O campeonato acabou, acho que não adianta falar nada agora. Estamos saindo de férias. Agora é uma responsabilidade da gestão, porque nós jogadores jogamos até a última rodada com essa situação. Agora, tem que resolver internamente", concluiu.

O ano de 2019 marcou a afirmação de Oswaldo Henríquez no Vasco. O zagueiro disputou 28 jogos ao longo da temporada, todos como titular, e marcou um gol.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários