Campello garantiu que a transição presidencial será tranquila - Gilvan de Souza
Campello garantiu que a transição presidencial será tranquilaGilvan de Souza
Por O Dia
 Rio - O Vasco conseguiu uma importante vitória nos bastidores com o acordo com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional. O êxito na negociação libera o clube da penhora de R$ 22 milhões e abre o caminho para o cumprimento da promessa de regularizar os salários atrasados com o dinheiro da premiação do Campeonato Brasileiro, no valor de R$ 14,6 milhão, então penhorado pela União. A informação foi antecipada pelo 'Lancenet!'.
No acordo, o Vasco fica obrigado a pagar uma entrada de R$ 3,4 milhões. O restante da dívida será parcelada em 80 vezes, sendo seis parcelas de R$ 500 mil nos dias 30 de dezembro de 2020 a 2025. O departamento jurídico cruzmaltino costura outros acordos para evitar novas penhoras.
Publicidade
A expectativa é de que parte dos débitos com jogadores, com outubro e novembro em aberto, e funcionários, de setembro a novembro, seja quitada até o fim da semana. Durante a apresentação do técnico Abel Braga, o presidente Alexandre Campello, mostrou-se otimista em relação ao entendimento com a União.
"Estamos concluindo alguns acordos, e a gente espera ainda essa semana ficar livre de todas as penhoras para solucionar essas questões das dívidas. E ainda hoje começar a regularizar o pagamento de funcionários e jogadores", disse Campello.