Sem acomodação para avançar na Sula

Apesar da vantagem, ordem é ir para cima do Oriente Petrolero

Por O Dia

A vitória por 1 a 0, em São Januário, foi econômica, mas garantiu ao Vasco a valiosa vantagem de poder empatar para carimbar o passaporte para a segunda fase da Copa Sul-Americana no segundo e decisivo duelo com o Oriente Petrolero-BOL, hoje, às 21h30, no Estádio Ramón Aguilera Costas. 'Vacinado', o Cruzmaltino garante que jogará para a frente e que o regulamento deve ser usado no momento certo, caso necessário.

"Não podemos ficar com a vantagem antes de o jogo começar. Temos que entrar em campo para vencer. Claro que no segundo tempo, mais para o fim, se percebermos que o resultado de São Januário está nos favorecendo, claro que vamos aproveitar. Mas entrar em campo já com o resultado nas mãos acho que não é válido, porque vamos encarar um adversário forte", avaliou Pikachu.

Campeão da Libertadores pelo Internacional, em 2006, Abel Braga tem experiência em competições sul-americanas. A bagagem do técnico será importante para evitar as armadilhas em Santa Cruz de la Sierra, principalmente por conta da juventude do elenco, que deposita em Talles Magno, de 17 anos, muita expectativa.

Pressionado pela eliminação precoce na Taça Guanabara, o Vasco confirmou a classificação na Copa do Brasil, contra o Altos-PI, no sufoco e, portanto, precisa dar uma resposta à altura na Sul-Americana. A premiação de cerca de R$ 1,6 milhão pela classificação é fundamental para as finanças do clube.

"É meio a meio a pressão. Não classificamos no turno do Carioca, mas avançamos na Copa do Brasil. Agora mais um confronto direto nessa eliminatória, que é uma prioridade", disse Pikachu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários