Vasco toma susto, mas vence o ABC no Maracanã e avança na Copa do Brasil

Germán Cano fez o gol da classificação por 1 a 0

Por MH

Vasco venceu o ABC
Vasco venceu o ABC -
Quis o destino que o Vasco não fosse 'reprovado' na Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira, no Maracanã, o Gigante da Colina suou a camisa, contou com a sorte, mas venceu o ABC por 1 a 0 — gol de Germán Cano (sempre ele) — e se classificou para a terceira fase da competição nacional, onde terá pela frente o Goiás, com o compromisso de ida na semana que vem, no Serra Dourada. A partida de volta será realizada entre os dias 18 e 19 de março, no Rio.
Além de manter acesa a chama pelo bicampeonato da Copa do Brasil, o Vasco coloca mais R$ 1,5 milhão nos cofres pela classificação. Pelas participações na primeira e segunda fases — R$ 1,1 milhão e R$ 1,3 milhão, respectivamente —, o clube já engordou a conta em R$ 3,9 milhões. Bom também para o técnico Abel Braga, que ganha com o triunfo terá alguns dias de trégua com a galera.
Com o colombiano Guarín entre os titulares pela primeira vez na temporada, o Vasco aproveitou o nervosismo dos visitantes e colocou muita velocidade no começo da partida, principalmente com o arisco Vinicius. Só que com o passar do tempo o ABC, contando com a impaciência da torcida rival, igualou na disposição e o confronto ficou feio e cheio de divididas. Mesmo assim foram do time da Colina as poucas boas oportunidades na etapa inicial. 
Logo no começo do segundo tempo, em um intervalo de dois minutos, Guarín e Marrony, ambos quase na risca da pequena área, desperdiçaram oportunidades inacreditáveis para o Vasco. O clube Potiguar também quis pagar mico e deu o troco em grande estilo. Aos cinco, Paulo Sérgio, jogador revelado nas divisões de base do Flamengo, perdeu um gol sem goleiro ao completar cruzamento rasteiro no travessão.
O time da Colina só deu uma de aluno aplicado aos quinze minutos, quando Marrony fez o dever de casa pela esquerda, cruzou rasteiro e Cano, craque na disciplina de fazer gols, fez o Maracanã explodir de emoção. Foi o quinto gol do camisa 14 em nove jogos. O argentino mostrou faro de artilheiro em todas as competições até o momento: Campeonato Carioca, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.
No fim, já desgastado por tanta correria e luta, o Vasco se segurou mais no campo de defesa e deixou o relógio fazer o restante do trabalho.