Recuperado de uma lesão muscular, Benítez começou o jogo contra o Goiás no banco - Rafael Ribeiro/Vasco
Recuperado de uma lesão muscular, Benítez começou o jogo contra o Goiás no bancoRafael Ribeiro/Vasco
Por O Dia
Caracas - Após garantir um suado empate, em 1 a 1, no sofrível duelo com o lanterna Goiás, domingo, no Serrinha, pelo Brasileiro, o Vasco não perdeu tempo e iniciou os preparativos para o segundo e decisivo jogo contra o Caracas, nesta quarta, pela Sul-Americana. Com a vitória por 1 a 0, em São Januário, o Cruzmaltino joga pelo empate para avançar às oitavas de final e garantir a premiação de U$ 500 mil, cerca de R$ 2.885 milhões.
Pela manhã, o técnico Ricardo Sá Pinto comandou uma leve atividade no CT do Dragão, de propriedade do Atlético-GO. A delegação embarca na tarde desta terça para a Venezuela. Após a suspensão cumprida no empate com o Goiás, o capitão Leandro Castan participou de todo treino e tem volta garantida contra o Caracas, assim como Benítez. Recuperado de uma lesão muscular, o camisa 10 iniciou o jogo de domingo como opção no banco e será mais um importante reforço na Venezuela.
Publicidade
"Vai ser um jogo duro. Já conhecemos um pouco os adversários, pois tivemos um jogo difícil na última quarta-feira. Se não estiver enganado, o Caracas vai contar com alguns titulares. Mas estamos confiantes e acreditamos que iremos levar a classificação para o Rio", disse Castan à 'Vasco TV'. 
Talles Magno, que sofreu um trauma na bacia, no empate com o Goiás, é dúvida. Com muita dor, o atacante deixou o gramado chorando ainda no primeiro tempo. O camisa 11 embarcou com a delegação para Caracas e segue em tratamento intensivo. Guilherme Paredes e Tiago Reis são os atacantes reservas relacionados para o jogo.