Por pedro.logato

Rio - Presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta já afirmou em outras oportunidades que pretende assumir o cargo máximo de gestão no Vasco, seu time de coração. Porém, nesta eleição de 2014, ele está ao lado de Eurico Miranda, como o vice-geral da chapa do ex-mandatário cruzmaltino. Horta, que é fiscal do pleito, explicou o motivo da sua escolha por Eurico.

Eurico com Capitão Guimarães%2C ex-presidente da Liesa%2C e Fernando Horta%2C mandatário da Unidos da TijucaCarlos Moraes

"Fiz uma proposta para o Eurico. Vou ajudá-lo no que for possível. Para o Vasco, no momento em que está, não creio que exista candidato melhor. Ele vai dar a reviravolta que precisamos", afirmou.

Além de falar sobre as eleições, Horta também explicou o motivo pelo qual não foi candidato em 2014. Segundo ele, o sonho de ser presidente do Vasco continua.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

"Era para eu ser candidato, mas nesta eleição, infelizmente não foi possível. Futuramente, o meu sonho é ser presidente. Nas próximas eleições tenho certeza que poderei me dedicar mais ao Vasco", disse.

A ligação entre Vasco e Unidos da Tijuca não se dá apenas por conta da paixão de Fernando Horta. Em 1998, ano do centenário do clube, a escola da samba da Zona Norte homenageou o Gigante da Colina. O samba-enredo da agremiação azul e amarela ficou imortalizado e é cantado até os dias de hoje pela torcida cruzmaltina.

Outro nome ligado ao Carnaval também apareceu em São Januário nesta terça-feira, para votar em Eurico Miranda: Capitão Guimarães. Ele foi presidente da Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) em dois mandatos (1987-1993 e 2001-2007) e atualmente é benemérito da Unidos de Vila Isabel. 

Vitória de Eurico

Seis anos após deixar a presidência do Vasco, Eurico Miranda está muito próximo de retornar ao cargo mais alto do clube carioca. Na eleição com mais votos da história do clube, a sua chapa "Volta Vasco, Volta Eurico" foi eleita para o triênio de 2015-2017. O triunfo foi confirmado antes mesmo da apuração da última urna, tamanha foi a vantagem do ex-presidente. Porém, a maioria dos 5.592 votos do pleito não garantiram ainda a Eurico a vitória confirmada como novo mandatário do clube. No Gigante, a eleição é indireta. A chapa vencedora terá 20 vagas no Conselho Deliberativo, que, por sua vez, indicará o presidente e o vice. O segundo colocado escolherá 30 conselheiros. Somados aos 150 membros natos, a nova gestão do Vasco será proclamada apenas no dia 19, em sessão na sede náutica da Lagoa.

Reportagem de Rodrigo Hang


Você pode gostar