Por IG - Último Segundo

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) saiu, ontem, do Batalhão Especial Prisional da PM em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinar que o parlamentar cumpra prisão domiciliar mediante uso de tornozeleira eletrônica. Em 16 de fevereiro, Silveira foi preso ao divulgar um vídeo no qual defende o AI-5, o instrumento mais duro da ditadura militar, e a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

Na decisão, o ministro proibiu Silveira de "receber visitas sem prévia autorização judicial". Ele também não poderá publicar nas redes sociais, "inclusive por meio de sua assessoria de imprensa".

Você pode gostar
Comentários