Estudantes de outros municípios redescobrem a matemática no Lemak

Laboratório e Museu da Matemática, em menos de dois meses de funcionamento, atraem escolas de cidades vizinhas, que buscam oferecer aos alunos uma experiência lúdica na disciplina

Por O Dia

Inauguração do Laboratório Interativo de Matemática, na Cidade Universitária de Macaé
Inauguração do Laboratório Interativo de Matemática, na Cidade Universitária de Macaé -
Macaé — Pouco a pouco, a matemática começa a deixar de ser um tabu para os alunos que passam pela experiência de visitar o Laboratório de Educação Matemática (Lemak) e o Museu Interativo de Educação Matemática (Lemi), na Cidade Universitária. Nesta terça, 40 alunos da escola estadual Joaquim Ataíde, da localidade de Tapera, em Campos, e outros tantos do Ciep 264, de Itaperuna, passaram pelo encantamento de descobrir que a matemática pode ser divertida e estimulante.
“Não gosto de matemática, mas achei muito interessante poder montar as coisas que aprendo nos livros”, comentou Gabriela Silva, de 12 anos, aluna do 6º ano de Campos, impressionada com objetos disponíveis para manipulação no Lemak e no Lemi.
Diretora da escola Joaquim Ataíde, Édna Azevedo conheceu o laboratório e o museu pela internet e de imediato procurou organizar uma visita de seus alunos.
“Agora virei sócia”, brincou Édna. “Muitos estudantes acham que a matemática é um bicho-papão. Conhecer de perto e manusear os experimentos desmistifica o medo pela disciplina. Vamos voltar outras vezes”, garantiu.
O Lemak e o Lemi oferecem objetos de ilusão de ótica, curvas de nível, frações, teorema de Pitágoras, entre outras aplicações práticas.
“Tudo aqui é feito para apresentar a matemática de forma lúdica, despertar o interesse dos alunos e mostrar como ela é importante para a vida”, comentou Ana Kaleff, professora da UFF e coordenadora geral do laboratório, que leva seu nome.
“Através da matemática, os alunos conseguem vislumbrar outros mundos”, disse Vanessa Arenari, coordenadora da Secretaria de Educação. “É um espaço transformador e de encantamento”.
O Lemak e o Lemi, inaugurados no dia 10 de setembro, estão abertos para visitação do público em geral e a entrada é gratuita. Para grupos maiores, deve-se agendar a ida pelo e-mail lemi@macae.rj.gov.br.
Lemak/Lemi
Cidade Universitária, Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, Granja dos Cavaleiros.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários