Macaé conquista medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

João Henrique Mendes, aluno da rede pública municipal, foi medalha de bronze em 2018 e ouro em 2019

Por O Dia

João Henrique Mendes da Costa é aluno da Escola Municipalizada Polivalente Anísio Teixeira da Costa, no bairro Costa do Sol
João Henrique Mendes da Costa é aluno da Escola Municipalizada Polivalente Anísio Teixeira da Costa, no bairro Costa do Sol -
Macaé - A rede pública municipal de ensino de Macaé conquistou uma medalha de ouro e sete de bronze na 15ª Olimpíada Brasileira de Matemática (Obmep-2019). João Henrique Mendes da Costa, aluno da Escola Municipalizada Polivalente Anísio Teixeira da Costa (Costa do Sol), foi o medalhista de ouro. Em 2018, ele já havia se destacado e faturado a medalha de bronze. A programação, que inclui instituições privadas de ensino, é considerada a maior competição estudantil do país.
Neste ano, além de João, Macaé conquistou ainda medalhas de bronze com Beatriz Reis Klen (Oscar Cordeiro), Rendner Luiz Castro de Matos (Samuel Brust), Vinicius de Souza Araújo (Raul Veiga), Yuri Alves de Souza (Oscar Cordeiro), Renan Araújo Souza e Nattan Gomes Silva Cortes, ambos do Colégio Claudio Moacyr de Azevedo, além de Arthur Neves de Souza (Polivalente Anísio Teixeira). A educação também ganhou 27 menções honrosas.

O resultado oficial da Obmep foi divulgado no site da competição. A Olimpíada Brasileira de Matemática é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada e dos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A primeira etapa aconteceu no dia 21 de maio e contou com 20 questões de múltipla escolha. Já a segunda fase foi uma prova discursiva de seis questões, aplicada no 28 de setembro apenas aos alunos classificados. A divulgação dos premiados está prevista para o dia 3 de dezembro. De acordo com o secretário de Educação e doutor em Matemática Aplicada, Guto Garcia, a rede municipal de Macaé tem uma trajetória significativa de premiações na olimpíada.

"A Obmep disponibiliza conteúdo para que os estudantes possam se preparar para as provas durante todo o ano. Conseguimos mobilizar professores e alunos e, ainda mais, despertar o gosto pelo estudo da disciplina. Todos estão de parabéns. Estamos conseguindo revelar potencialidades, e motivar estudantes na escolha profissional pelas carreiras científicas e tecnológicas", ressaltou.

A coordenadora de Matemática (6º ao 9º ano), Vanessa Arenari, revelou que as propostas da prova estão estimular e promover o estudo da Matemática entre alunos e valorizar a integração entre escolas públicas. "A finalidade é continuar identificando jovens talentos e incentivar o estudo da disciplina", observou.

Nesta edição, alunos, professores, escolas e secretarias municipais de Educação vão ganhar prêmios pelos melhores desempenho. Também será concedido um total de 575 medalhas de ouro, 1.725 medalhas de prata, 5.175 medalhas de bronze e até 51.900 menções honrosas. Além disso, um total de 969 professores de escolas públicas e privadas serão premiados.Todos os alunos medalhistas serão convidados a participar do Programa de Iniciação Científica (PIC Jr.) como incentivo e promoção do desenvolvimento acadêmico dos participantes. A entrega das medalhas será em data e local, que ainda serão divulgados.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários