Casa do Estudante agora é projeto de extensão da UFRJ-Macaé

Os participantes serão certificados pela PR5 e irão creditar horas de extensão para a conclusão do Curso de Graduação

Por O Dia

A Casa do Estudante funciona à Rua Elias Agostinho, 140, bairro Imbetiba
A Casa do Estudante funciona à Rua Elias Agostinho, 140, bairro Imbetiba -
Macaé - A Casa do Estudante 'Educa', projeto da Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria Municipal Adjunta de Ensino Superior, agora é projeto de Extensão da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ-Macaé). Acaba de ser aprovado junto à PR-5 Pró-Reitoria de Extensão, reconhecido oficialmente como prática extensionista, e conta com a participação de professores de diversos cursos da universidade, universitários das faculdades públicas do município, servidores municipais e cidadãos.
Com a aprovação do projeto como extensão, os alunos participantes serão certificados pela PR5 e irão creditar horas de extensão obrigatórias para a conclusão do Curso de Graduação; também poderão concorrer a bolsas de Extensão, colocando em prática a sua experiência, vivência no ensino e pesquisa, disse a coordenadora de Extensão da UFRJ-Macaé, professora doutora Máira Magini.

Ela informou, ainda, que o projeto é aberto à participação de alunos não residentes na Casa do Estudante, os quais poderão participar na elaboração de estratégias de ação de divulgação científica, bem como desenvolvimento de metodologias de ensino aprendizagem. Basta entrar em contato pelo e-mail: casaeduca@macae.ufrj.br. Professores da rede municipal de ensino que desejem participar são bem vindos e também podem contatar.

O projeto de extensão possui caráter interdisciplinar, pois os moradores da Casa do Estudante são universitários das IESs públicas do município, oriundos dos cursos de Engenharia, Direito, Nutrição, Sistemas de Informação, Licenciatura em Química, Controle e Automação, Medicina, entre outros; e os docentes e representantes do órgão público atuam em diferentes áreas do conhecimento.

O projeto-piloto de monitoria Casa do Estudante Educa foi idealizado pela Secretaria de Ensino Superior, com o objetivo de fortalecer a participação social dos universitários que atuam como monitores voluntários de alunos da rede de ensino de Macaé do 8º ano do Fundamental ao Ensino Médio. A monitoria é voluntária e gratuita e oferece aulas de reforço em várias disciplinas.

Máira Magini falou sobre a importância do projeto: "Os saberes são compartilhados com a sociedade em uma ação de cidadania e os universitários adquirem experiência em atividades de ensino-aprendizagem e colaboram para que alunos do município conheçam mais e desejem fazer parte da universidade. Ela acrescentou que “A pesquisa das IESs sediadas na Cidade Universitária (UFRJ, UFF, UERJ e FEMass) é divulgada para estes alunos da rede municipal, bem como a Ciência de maneira geral na forma de pôsteres no espaço Casa do Estudante.”

Macaé, já conhecida como Capital do Petróleo, hoje desponta como Cidade do Conhecimento e polo de formação em cursos de graduação e pós, mestrado e doutorado de várias IESs. “Temos um meio propício e raro para a disseminação do conhecimento, então, quando estimulamos a interação universidade - sociedade, ocorre fluxo de informações: de um lado a sociedade vislumbra o mundo universitário e saberes; de outro, o corpo social universitário, discentes e docentes, compreende melhor as necessidades da sociedade”, destacou a coordenadora.

Ela concluiu enfatizando que “as atividades práticas extensionistas nascem do conhecimento adquirido pelos universitários, mas não se limitam à universidade e incluem alunos de diferentes escolas do município, bem como professores da rede municipal que irão auxiliar em constantes melhorias das ações e avaliação do processo”.

O projeto Casa do Estudante Educa começou no Programa de Moradia Estudantil Temporária oferecido, gratuitamente, pela Prefeitura de Macaé, no bairro Imbetiba.

Comentários