Os monitores que são professores de História e os atores que interpretam o Barão de Mauá e a Baronesa Dona Maria Joaquina adaptaram a linguagem para facilitar o entendimento das crianças.Divulgação/Phelipe Santos.

Magé - O projeto Educação Patrimonial, que realiza visitas guiadas à estação ferroviária Guia de Pacobaíba com teatro e música, está concluindo a sua primeira fase com a participação de estudantes da rede municipal de ensino de Magé, entre alunos do Ensino Fundamental e da Educação Infantil. Segundo a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, através do Departamento de Cultura, estão abertas as inscrições para os alunos do Ensino Médio das escolas estaduais e privadas da cidade através do e-mail [email protected]
“Este projeto pioneiro nos trouxe muita satisfação e felicidade em desenvolvê-lo, visto que os alunos da rede municipal de ensino nunca tiveram uma iniciativa de visitar este espaço que respira história e cultura. Conseguimos ver a satisfação no rosto dos nossos estudantes, nos relatos dos nossos professores e na continuidade do trabalho em sala de aula. Agora, estamos anunciando uma nova etapa para as escolas estaduais com adaptação do trabalho dos monitores e dos artistas para receber o Ensino Médio. Mas deixamos também o convite para as escolas particulares. Afinal, o importante é que todos os estudantes de Magé possam entender e reconhecer este espaço”, explicou a secretária municipal de Educação e Cultura, Sandra Ramaldo.
O diretor do Departamento de Cultura, Alexsandro Rosa, também destacou o saldo positivo da iniciativa. “Após quatro meses de execução do projeto, o saldo é super positivo, pois tivemos a visita de mais de 3 mil alunos da nossa rede municipal de ensino, público-alvo definido pela nossa secretária de Educação. Temos a convicção que o projeto vai marcar a vida dos nossos estudantes”, disse o diretor.
Adaptação à Educação Infantil – Na fase atual e final de visitação das escolas da rede municipal de ensino, os monitores que são professores de História e os atores que interpretam o Barão de Mauá e a Baronesa Dona Maria Joaquina adaptaram a linguagem para facilitar o entendimento das crianças assim como a dupla de professores/cantores, que criou a música “Tic-tac do Barão”, numa referência à réplica da locomotiva Baronesa existente no local. E eles prometem mais uma novidade para visitação dos adolescentes do Ensino Médio.
“A canção vai tomando novo ‘corpo’, quando vamos dialogar com novos agentes. Vamos trazer para a canção o nome do escravo Januário que trabalhou nesta estação, resgatando assim todos os personagens da história da nossa cidade”, disse André Alves ao lado do seu parceiro musical Eric Fanuel.
História da estação – Um dos patrimônios históricos e culturais mais importantes de Magé, a estação ferroviária de Guia de Pacobaíba é a mais antiga do Brasil, a terceira mais antiga da América Latina e o marco zero do desenvolvimento do país. A estação foi inaugurada em 30 de abril de 1854 e contou com a presença do imperador D. Pedro II. Idealizada por Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, a malha que começava na antiga estação tinha 14,5 quilômetros, ligava Mauá a Fragoso e foi importante para a rota do ouro e de especiarias, além de meio de transporte para a Família Real.