Polícia pede prisão de homem acusado de jogar rojão que matou cinegrafista

Outro rapaz envolvido foi indiciado por tentativa de homicídio e crime de explosão

Por thiago.antunes

Rio - ? A Justiça do Rio decretou, no final da noite, a prisão do suspeito de ter acendido o rojão que atingiu e matou o cinegrafista da TV Bandeirantes, Santiago Andrade, na última quinta-feira, durante protesto contra o aumento das passagens de ônibus na Central do Brasil. Santiado teve morte cerebral declarada nesta segunda. O outro envolvido, Fábio Raposo, 22 anos, que passou o artefato para o acusado, está preso no Complexo Penitenciário de Bangu e foi indiciado por tentativa de homicídio e crime de explosão.

O superintendente da Polícia Federal no Rio, Roberto Cordeiro, recebeu orientação da direção geral do órgão e do Ministério da Justiça para colocar a PF à disposição da Secretaria de Segurança Pública para o que for preciso. Cordeiro deve conversar ainda hoje com o secretário José Mariano Beltrame para oferecer ajuda operacional nas investigações do caso.

Manifestantes ocupam as ruas do Centro

Cerca de 500 pessoas protestam, na noite desta segunda-feira, contra o aumento da passagem de ônibus, na Central do Brasil. Os ativistas estão reunidos em frente ao Comando Militar do Leste, local onde o cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade foi atingido por um rojão na manifestação da última quinta-feira. Santiago teve morte cerebral declarada no começo da tarde. O protesto foi marcado pelo Movimento Passe Livre (MPL).

Portando faixas, bandeiras e gritando palavras de ordem, os ativistas ocuparam a calçada. PMs revistam os presentes e já detiveram dois manifestantes que estavam portando máscaras. Pelo menos 200 policiais acompanham o ato.

Colegas fizeram ato em memória de SantiagoErnesto Carriço / Agência O Dia

Por conta da manifestação, a Avenida Presidente Vargas ficou com meia pista interditada na Avenida Rio Branco, sentido Praça da Bandeira. Os ativistas seguem em direção à Candelária.
O Metrô Rio informou que o acesso Campo de Santana (Praça da República) da Estação Central está fechado, bem como o acesso Alfândega da Estação Presidente Vargas e o acesso Presidente Vargas da Estação Uruguaiana.

Por volta das 19h, os ativistas chegaram na Candelária e fecharam a Avenida Rio Branco na altura da Avenida Presidente Vargas. A via foi liberada 40 minutos depois, Um repórter da TV Globo foi hostilizado pelos manifestantes e escoltado pelos PMs presentes. Às 19h35, os ativistas seguram para a Avenida Almirante Barroso e a Avenida Presidente Antônio Carlos ficou interditada naquele trecho.

Ativistas protestaram contra o aumento das passagens de ônibus. Batman das manifestações fez homenagem a cinegrafista Ernesto Carriço / Agência O Dia

Por volta das 19h40, os manifestantes foram para a porta da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio (Fetranspor), na Rua da Assembleia, esquina com a Rua do Carmo, onde gritam palavras de ordem contra o aumento das tarifas nos ônibus. Às 20h, os ativistas seguiram para a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), na Cinelândia, onde ocuparam as escadarias do local. 

Por volta das 20h45, 20 pessoas vestidas de preto chegaram ao local. Houve um princípio de tumulto após mais dois jovens com máscaras serem detidos. Os manifestantes não querem que os ativistas sejam levados pelos policiais.

Jornalistas fazem ato em memória de Santiago

Cerca de 60 jornalistas fizeram, na tarde desta segunda-feira, um ato em memória do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade, que teve morte cerebral hoje, após ser atingido por um rojão acendido por uma manifestante no protesto contra o aumento das passagens de ônibus na última quinta-feira.

Jornalistas fizeram ato em memória de SantiagoErnesto Carriço / Agência O Dia

Entre os presentes, estavam principalmente cinegrafistas e fotógrafos, que deixaram câmeras no chão como forma de repúdio à morte de Santiago e posaram para uma foto coletiva. Agências e TVs internacionais acompanharam o protesto. Logo depois, os colegas aplaudiram o cinegrafista. PMs acompanharam o ato.

Advogado entrega nome de suspeito

O advogado Jonas Tadeu Nunes, que defende o tatuador Fábio Raposo, foi à 17ª DP (São Cristóvão) para entregar o nome do suspeito de atirar o rojão que atingiu o cinegrafista da Band Santiago Andrade. Ele ficou na delegacia em torno de meia hora e não revelou o nome à imprensa. Santiago estava internado em estado grave desde a última quinta e teve morte cerebral nesta segunda-feira.

De acordo com o advogado, foi Fábio quem revelou o nome de uma pessoa próxima ao acusado. Jonas Tadeu Nunes está tentando convencer a pessoa a dar mais informações sobre o rapaz e segundo ele, caso o acusado se entregue, ele mesmo fará a defesa dos dois envolvidos na morte do profissional da Band.

Fábio Raposo%2C que passou rojão a suspeito de ferir cinegrafista%2C chega à 17ª DP%2C de São Cristóvão. Ele foi indiciado por tentativa de homicídioCarlos Moraes / Agência O Dia

"Em um determinado momento em que eu fiquei sozinho com o Fábio na delegacia, ele pediu que eu procurasse uma determinada pessoa e que esta pessoa ia me passar a identificação do rapaz. Eu já tenho o nome do rapaz, eu já tenho a qualificação dele e logo vai estar nas mãos da autoridade policial para o cumprimento da delação premiada”, afirmou o advogado em entrevista à Rádio CBN.

Sérgio Cabral lamenta a morte de cinegrafista

O governador Sérgio Cabral, enviou um comunicado lamentando a morte do cinegrafista Santiago Andrade. Em nota, Cabral afirmou que "a liberdade de imprensa é um bem que deve prevalecer como instrumento para o exercício do direito fundamental à informação".

Segundo ele, "o direito de manifestação é fundamental para a democracia, mas a violência é inaceitável". O governador também afirma que o diálogo entre cidadãos e o poder público é o caminho para o aprimoramento da sociedade.

O cinegrafista Santiago Andrade foi atingido na cabeça%2C sofreu afundamento de crânio e perdeu parte da orelha. Socorrido na hora%2C ele foi operado e está em comanoAndré Mourão / Agência O Dia

"O Estado se solidariza com a família de Santiago. E busca, observando o devido processo legal, a autoria do crime para que o responsável possa ser submetido à Justiça", conclui.

Dilma determina que Polícia Federal auxilie nas investigações para punir os acusados

A presidenta Dilma Rousseff também se manifestou sobre a morte do cinegrafista da Rede Bandeirantes. Ela afirmou que é inadmissível que protestos democráticos "sejam desvirtuados por quem não tem respeito por vidas humanas".

"A morte cerebral do cinegrafista Santiago Andrade, anunciada hoje, revolta e entristece. A liberdade de manifestação é um princípio fundamental da democracia e jamais pode ser usada para matar, ferir, agredir e ameaçar vidas humanas, nem depredar patrimônio público ou privado. Determinei à PF que apóie, no que for necessário, as investigações para a aplicação da punição cabível", disse em sua conta no Twitter.

Black Blocks publicam nota de condolência em página do Facebook

Pelo Facebook, o grupo Black Bloc RJ postou nota de condolência à família do cinegrafista Santiago. Leia a nota na íntegra:

Santiago Andrade foi atacado durante manifestação na última quinta-feiraReprodução Internet

"MINHAS CONDOLÊNCIAS! Quero deixar minhas condolências a família do reporte cinegrafista da Band, Santiago! Quero também deixar minhas condolências as famílias do dois protestantes mortos pela polícia que já não lembramos mais os nomes. Quero deixar minhas condolências aos jornalistas, ativistas e transeuntes que ficaram cegos pelas balas de borrachas e bombas da polícia de junho para cá, que já esquecemos os nomes e a quantidade. Quero deixar minhas condolências ao manifestante que desapareceu, e que até hoje, assim como o Amarildo, ninguém sabe do corpo, mas que neste caso, nem há responsáveis ainda. Quero deixar minhas condolências AS MILHARES DE FAMÍLIAS DE MORTOS PELA POLÍCIA , INOCENTES QUE SE VÃO TODO ANO, SOMENTE NAS COMUNIDADES DO RIO DE JANEIRO! POR FIM! QUERO DEIXAR MINHAS CONDOLÊNCIAS A ESTE PAÍS, POR SEU POVO IGNORANTE E ALIENADO que agora discute um caso isolado como se fosse o todo desta questão!".

Família de cinegrafista autoriza doação de órgãos

A Rede Bandeirantes informou, nesta segunda-feira, que a família de Santiago Andrade autorizou a doação dos órgãos do cinegrafista. A presidenta do Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro, Paula Mairán, disse que o órgão se "posiciona contra qualquer violência nas manifestações". "Jornalista bom é jornalista vivo para relatar e reportar os fatos para a sociedade", afirmou.

O repórter Alexandre Tortoriello, que ganhou o prêmio Mobilidade Urbana com Santiago em 2010 e 2011, relatou, bastante abalado, sobre a sua convivência com seu colega de trabalho e amigo.

"Ele era uma das pessoas mais fáceis de lidar, mais fáceis de se gostar. Ninguém tem nada para falar contra ele. Eu tive a honra de ganhar dois prêmios com o Santiago. Depois que a gente ganhou, ele sempre falava 'Quando vamos ganhar um outro prêmio?'. Ele estava sempre pensando no melhor, sempre disposto a tudo. Sem dúvidas ele era muito companheiro nas dificuldades que a gente encontrava na rua. Era o mais cuidadoso de todos os cinegrafistas e acabou morrendo dessa forma. Estava rezando para ele se recuperar. Agora ele está junto de Deus, olhando para a gente aqui embaixo", declarou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia