Polícia identifica dois suspeitos de amarrar menor a poste no Flamengo

Outros dois adolescentes que estavam com a vítima reconheceram acusados

Por O Dia

Rio - A Polícia Civil identificou ontem dois suspeitos de ter amarrado um adolescente de 15 anos a um poste da Avenida Oswaldo Cruz, no Flamengo, no dia 31 de janeiro. João Victor Andrade de Moraes e Raphael Silva dos Santos Fernandes foram reconhecidos como agressores por dois menores, que estavam com a vítima e fugiram em meio às agressões.

Segundo a delegada Monique Vidal, da 9ªDP (Catete), onde as vítimas prestaram depoimento, o reconhecimento é mais uma prova de que existe um grupo de “justiceiros” atuando na Zona Sul do Rio. “Isso é uma reviravolta no caso”, afirmou.

Jovem foi preso pelo pescoço por uma trava de bicicletaReprodução Internet

A identificação dos suspeitos só foi possível após um caso semelhante quatro dias depois, também no Flamengo. Segundo a investigação, dois menores pediram socorro a uma dupla de PMs, dizendo que estavam sendo espancados por um grupo de 14 homens, todos identificados pela polícia.

Fotografias foram mostradas aos menores, que reconheceram os suspeitos. Segundo eles, João Victor usou um capacete para agredi-los. Apenas um conseguiu identificar Raphael, que teria aplicado golpes com uma corrente nas pernas dos adolescentes. Segundo eles, o espancamento foi feito por 30 pessoas.

Os dois suspeitos têm antecedentes criminais: João Victor é acusado de estupro, lesão corporal, furto em um condomínio e ameaça. Raphael responde por uso de drogas e por recusa ao serviço eleitoral. Um dos jovens contou também que teve sua roupa arrancada e correu nu até um bar na Rua Senador Vergueiro, no Flamengo, para fugir do grupo. Segundo policiais, o adolescente que ficou preso ao poste não identificara nenhum dos 14 suspeitos, em depoimento na semana passada.

Mais um caso

Quase 15 dias depois de um adolescente ser preso a um poste com uma trava de bicicleta no pescoço no Flamengo, houve outro episódio envolvendo homens que se identificam como “justiceiros”. Segundo testemunhas, um rapaz foi espancado e amarrado a um poste na Taquara, em Jacarepaguá, Zona Oeste, na tarde de ontem.

Segundo a Polícia Militar, o homem foi agredido porque estava roubando pedestres na Estrada dos Bandeirantes, uma das vias mais movimentadas da região. Ele foi encaminhado para a UPA do bairro. E, em seguida, levado à 32ª DP (Taquara). A Polícia Civil não confirmou, no entanto, a informação da PM de que o acusado levado à delegacia estava amarrado a um poste.

Últimas de Rio De Janeiro