Central da PRF não brinca no Carnaval

'Observatório' foi montado para monitorar estradas e prevê a emissão imediata de 5 mil multas em três dias

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Neste Carnaval não vai ter colher de chá para motoristas infratores. Quem insistir em trafegar pelo acostamento da BR-101 (do trecho da Niterói-Manilha até Quissamã) será multado por intermédio de câmeras. A partir de quinta-feira, a Polícia Rodoviária Federal vai colocar em prática, pela primeira vez, a operação de fiscalização direto da sala de videomonitoramento, instalada na unidade da Ponte Rio-Niterói. O espaço receberá imagens em tempo real de 107 câmeras espalhadas ao longo da rodovia.

Nos dias de mais movimento nas estradas — quinta, sexta e sábado — a PRF estima emitir uma média de 5 mil multas a veículos no acostamento. Cada infração custará ao motorista R$ 574 e sete pontos na carteira de habilitação .

A sala de videomonitoramento da PRF grava e pausa imagens da rodovia%2C que são emitidas pela concessionária que administra a BR-101Fabio Gonçalves / Agência O Dia

“Trafegar no acostamento é o pior problema nas estradas. O trânsito fica ainda mais lento e aumenta o risco de acidentes”, explica Luciano Bezerra, chefe substituto do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da PRF. A ultrapassagem de faixa contínua, outro grande problema na BR-101 após a entrada da Via Lagos, também será flagrada pelas câmeras. A multa nestes casos é de R$ 191,54.

A sala de videomonitoramento grava e pausa imagens da rodovia, que são emitidas pela concessionária Autopista Fluminense para a administradora da BR-101. Com o zoom, que pode aproximar em até 22 vezes, o agente da PRF identifica a placa do veículo e emite o auto de infração. “É muito simples: viu irregularidade, para a imagem e já envia a multa”, detalha Bezerra.

No ano passado, as multas relacionadas a tráfego de acostamento eram emitidas pelo policial rodoviário no local. “O agente só multava quando flagrava uma irregularidade na estrada”, aponta Luciano. Em 2013, a PRF emitiu 10.500 infrações a veículos no acostamento. Do total, 1.500 multas foram durante o Carnaval.

Com a central eletrônica responsável pela fiscalização, os agentes ficarão mais livres para atuar nas ruas. “Eles (policiais rodoviários) vão poder circular mais e atender casos de acidente, além de garantir a segurança nas estradas”, conclui Bezerra, que espera ver a conscientização do motorista neste Carnaval. “Não quero multar todo mundo. Quero que o condutor seja consciente do caos que ele pode provocar no trânsito.”

Caminhões na Ponte sob a mira

Os caminhões que circulam na Ponte Rio-Niterói em horário e faixa proibidos também estão na mira da PRF. Quinze câmeras emitem imagens ao vivo da via para a sala de videomonitoramento. A multa é de R$ 85,13.

Em breve, um novo sistema de emissão de multas, com uso de smartphones, entrará em funcionamento. O agente ficará conectado a um aplicativo para emissão de qualquer tipo de infração na hora.

Com o sistema%2C policiais deverão ficar mais livres para atuar nas ruasFabio Gonçalves / Agência O Dia


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia