PM é morto com mais de 50 tiros em Niterói

Sargento foi morto após participar de ação que acabou com baile funk do tráfico

Por O Dia

Rio - Horas após participar de incursão que acabou com baile funk realizado pelo tráfico numa favela na Zona Norte de Niterói, o sargento Joilson da Silva Gomes, 40 anos, foi executado a caminho de casa neste domingo. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) afirmaram que mais de 50 disparos de diferentes calibres foram feitos contra o veículo dirigido pela vítima. Ainda segundo eles, o policial do 12º BPM levou pelo menos 20 tiros de pistola 45 no rosto.

O sargento tinha acabado de sair do serviço e dirigia seu Siena branco pela Estrada Velha de Maricá, na altura do Morro do Castro, no bairro Tenente Jardim – na divisa entre os municípios de Niterói e São Gonçalo – quando foi interceptado por vários homens armados, que fizeram os disparos.

Peritos ao lado do corpo do sargento Joilson Gomes%2C do 12º BPM. Horas antes%2C ele esteve no Complexo da Lagoinha%2C no bairro do CaramujoAgência O Dia

O crime aconteceu por volta das 8h, na localidade conhecida como Cova da Onça. Segundo colegas de quartel de Joilson, o rastro de tiros começou na parte traseira do carro e se concentrou na porta do motorista, indiciando que o PM estava sendo seguido.
Testemunhas contaram que, logo depois dos primeiros disparos, os bandidos se aproximaram e abriram a porta do Siena, dizendo:

“É ele mesmo! Liga o rajadão!” As investigações estão sob responsabilidade de agentes da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DH-NSG). Horas após o crime, equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foram enviadas para o município.

Integrante do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 12º BPM, o sargento Joilson participara de uma incursão no Complexo da Lagoinha, no bairro Caramujo, ontem de madrugada. Durante a ação, um baile funk que reunia criminosos do Comando Vermelho (CV) que controlam o tráfico de drogas em vários morros e favelas do Rio foi interrompido. O local em que ele foi morto possui acesso a uma boca de -fumo controlada pela mesma facção.

PM fica ferido em Icaraí

Pouco antes do assassinato de Joilson, um outro policial do 12º BPM ficou ferido em um troca de tiros com traficantes do Morro do Cavalão, em Icaraí, na Zona Sul de Niterói. Segundo o batalhão, o PM foi atingido na perna. Levado para o Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, Zona Norte do Rio, ele teve alta. O nome dele não foi divulgado.

Ainda de acordo com o 12º BPM, também foram registrados intensos tiroteios entre PMs e traficantes de madrugada na Vila Ipiranga, Zona Norte de Niterói. Nos confrontos, não houve prisões ou apreensões.

Últimas de Rio De Janeiro