Defesa Civil lança mapa de risco ambiental do estado

Levantamento vai ajudar os municípios a planejar ações preventivas contra deslizamentos de encostas, enxurradas e inundações

Por thiago.antunes

Rio - Para que as prefeituras tenham um instrumento que ajude a reduzir os riscos de novas tragédias ambientais e planejar ações preventivas, a Defesa Civil do Estado do Rio lança nesta terça-feira o Mapa de Ameaças Naturais.

O levantamento aponta os pontos frágeis de cada um dos 92 municípios e propõe ações concretas, como obras de contenção de encostas, reassentamento de população de áreas de risco e instalação de sirenes. Além do lançamento do mapa, a Defesa Civil estadual vai promover reuniões com as prefeituras, para que sejam elaborados planos de contingência para cada tipo de ameaça, além de exercícios simulados de desocupação.

Mapa de desastres da Defesa CivilArte%3A O Dia

Estes encontros começam já em agosto, inicialmente na Região Serrana, e vão ocorrer até o fim do ano, de acordo com o tenente-coronel Paulo Renato Vaz, diretor da Escola de Defesa Civil e coordenador do projeto. No estado, a Região Serrana é mais ameaçada por catástrofes naturais, que podem ser agravadas por ocupações irregulares em encostas, por exemplo. Na Serra, chegam a ser registrados mais de dez tipos de desarranjos ambientais diferentes — em um total de 21 catalogados.

O relatório que orientou a montagem do mapa que o deslizamento de terra é a principal ameaça, chegando a representar 18% das ocorrências. Em segundo lugar vêm as inundações (17,8%), e, em terceiro, as enxurradas (14%). Para organizar o mapa, a Secretaria de Estado de Defesa Civil compilou as 460 ameaças naturais mais frequentes em cada região a partir de um formulário respondido pelos municípios.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia