Em nova gravação, Bethlem diz que foi 'muito útil' a empresário 'rei do ônibus'

Não foi pouco não, foi muito. Eu derrubei sessão, tirei projeto", diz ele na gravação divulgada por revista

Por O Dia

Rio - Em nova gravação divulgada pela revista Época  nesta segunda-feira, um diálogo entre o deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB-RJ) e a ex-mulher, a empresária Vanessa Felipe, sugere a contribuição do empresário Jacob Barata, conhecido como "o rei do ônibus", à campanha política do ex-secretário de Ordem Pública do prefeito Eduardo Paes. Em um trecho da conversa, datada de novembro de 2011, Bethlem diz que "foi muito útil' ao empresário. "Não foi pouco não, foi muito. Eu derrubei sessão, tirei projeto", diz ele na gravação divulgada pela publicação.

A família de Jacob Barata tem o controle de pelo menos 25% das empresas de ônibus da cidade. Ainda segundo Época, a empresária entregou anotações à revista que seriam de doadores de campanha. Em um dos papéis consta a menção a "40 ônibus" e "200 Jaco", que seriam referências às contribuições do empresário à campanha de Bethlem. 

No sábado%2C o prefeito Eduardo Paes afirmou que Rodrigo Bethlem (foto) 'deve uma satisfação para a sociedade'Uanderson Fernandes / Agência O Dia

Segundo a lei eleitoral, é vedada a contribuição de empresas prestadoras de serviço público às campanhas eleitorais. No entanto, Barata poderia ter contribuído como pessoa física. De acordo com a assessoria do empresário do ramo rodoviário, “a família Barata não fez qualquer contribuição, seja pessoal ou institucional, ao candidato Rodrigo Bethlem". A reportagem do DIA Online ?procurou o deputado federal através do telefone do gabinete da Câmara dos Deputados, mas as ligações não foram atendidas. 

Trecho da gravação divulgada pela ex-mulher do deputado Rodrigo Bethlem

Vanessa - Tá, então deixa eu terminar. Por 16 anos, eu investi nisso aqui. O que quer que eu vá fazer agora, você sabe com o que você vai estar me ajudando, se me ajudar? Com dinheiro. Eu te ajudei com dinheiro na campanha? Por várias campanhas, seu maior colaborador, aliás, em quase todas as campanhas praticamente, o seu maior colaborador foi um homem chamado Jacob. Eu te ajudei com dinheiro, Rodrigo.
Bethlem –
Eu construí uma relação com ele, Vanessa? Como eu te apresentei milhares de pessoas.
Vanessa -
Eu não te ajudei com dinheiro, Rodrigo?
Bethlem-
Se você não construiu relação, é outra história. Eu fui muito útil... que ele goste de mim, goste de você, tudo bem. Eu fui muito útil pra esse cara na Câmara. Não foi pouco não, muito. Eu derrubei sessão, eu tirei projeto...
Vanessa -
Rodrigo, é a mesma coisa que estou lhe falando. Tá vendo como é? É igual.
Bethlem -
Não é igual
Vanessa -
É igual, olha aqui, é um pontapé. O que eu estou querendo dizer é o seguinte: você me ajudar com dinheiro?... Eu te ajudei com dinheiro, em todas elas. Fosse através do Jacob, fosse através do meu pai”.

Investigação sobre suposto esquema de corrupção começou nesta segunda-feira

Vereadores da Câmara do Rio começaram, hoje, a se reunir para articular medidas para investigar o suposto esquema de corrupção envolvendo o ex-secretário de Assistência Social e deputado federal Rodrigo Bethlem (PMDB).

Hoje, começaram também a auditoria da Controladoria Geral do Município, da Procuradoria Geral do Município e da Corregedoria Geral do Município em todos os contratos feitos por todas as secretarias por onde Bethlem passou no período em que esteve na prefeitura, entre 2009 e abril de 2014.

A atriz Maria Zilda Bethlem saiu em defesa do filho no Facebook. No texto, ela diz que Bethlem foi vítima da ex-mulher Vanessa Felippe — que revelou o caso — a quem Maria Zilda chama de “doente mental”. “Digno, decente, um pai impecável, um ser humano de generosidade ímpar! Vítima de uma doente mental, perdedora e rancorosa! Paz e luz para minha família que vai segurar com ele, de cabeça erguida, isso tudo! Posso atestar sua honestidade. E há 20 anos, quando ele começou na política eu avisei a ele: ‘cuidado, você não é malandro nem mau caráter. Um dia você poderá sofrer!’”.

Também nas redes sociais, dezenas de pessoas deixaram mensagens, a maioria ‘culpando’ Vanessa. “Sabemos das suas boas condutas, deputado, nem precise se preocupar com isso. As pessoas agem de má-fé para prejudicar os outros”, escreveu Tiago Petrova. Já Ronaldo Cunha postou “O que é bom tem que continuar, Rodrigo Bethlem, o criador do Choque de Ordem, do Abrigamento Compulsório para usuários de crack”.






Últimas de Rio De Janeiro