Imbariê: mais um dia de tensão e mortes

Moradores de Caxias sofrem com violência desde sábado. Ontem, ação da PM acabou com quatro suspeitos mortos

Por thiago.antunes

Rio - O medo e a tensão ainda pairam sobre Imbariê, Duque de Caxias, onde desde sexta- feira traficantes rivais travam uma guerra pelo controle de bocas de fumo na região. A Polícia Civil informou que identificou os bandidos responsáveis pelos confrontos e prometeu pedir à Justiça a prisão deles. O 15º BPM (Caxias) fez operação na localidade Ana Clara, nesta terça, quando quatro suspeitos foram mortos.

Desesperados, moradores de Imbariê relataram a jornalistas e em redes sociais que dezenas de bandidos já morreram nos últimos dias, versão negada pelas polícias Civil e Militar. Eles também pedem a instalação de uma Unidade de Polícia Pacificadora na região. Duque de Caxias, aliás, é a única cidade que conta com UPP (no Complexo da Mangueirinha), além do Rio de Janeiro.

Segundo o coronel Ranulfo Brandão, comandante da 15º BPM, com os quatro mortos ontem foram apreendidas apreendidas quatro pistolas e drogas. Conforme o oficial, outras duas pessoas morreram na comunidade Santa Lúcia sábado: Devanir de Souza Zaccarias chegou a ser encaminhado ao hospital, onde morreu. Já o corpo de Luiz Gustavo Silva de Paula foi encontrado no meio da rua. As mortes são investigadas.

Bandidos colocaram barricadas em vias de Imbariê%3A objetivo é evitar a entrada de rivais e de policiaisAngelo Antônio Duarte / Agência O Dia

Escolas fechadas

Por causa dos constantes tiroteios, quatro escolas da rede estadual não funcionaram em Imbariê na noite de segunda-feira. Nesta terça à tarde, porém, as secretarias Estadual e Municipal de Educação garantiram que todas as unidades de ensino voltaram a funcionar normalmente na região.

Segundo denúncias de moradores, bandidos armados estariam circulando pelas ruas. E, de acordo com investigação da Polícia Civil, criminosos do Comando Vermelho (CV) deixaram o Rio e Niterói para invadir comunidades dominadas pelo Terceiro Comando Puro (TCP) em Imbariê.

De acordo com o delegado da 62ª DP(Imbariê), Marcos Motta, o controle do tráfico de drogas do distrito de Imbariê é estratégico, pois a região fica em uma área plana margeada pela linha férrea e às margens da Rodovia Rio-Magé, o que facilita a fuga dos criminosos. O delegado explicou que a guerra explodiu numa região de mata de difícil acesso. Motta destacou que as comunidades cresceram desordenadamente. A polícia pede que os moradores denunciem a localização de bandidos através do telefone do Disque-Denúncia (2253-1177).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia