Praias lotadas e topless em mais um dia de calor

Naturistas da Praia do Abricó reclamaram dos olhares indiscretos dos 'curiosos'

Por O Dia

Rio - O Rio de Janeiro viveu nesta sexta mais um dia de intenso calor. Com temperatura máxima registrada de 41,1ºC, em Irajá, e sensação térmica de 47ºC, cariocas e turistas que vieram para a cidade neste Réveillon buscaram refúgio no mar. A impressão era mesmo que apenas dentro da água havia frescor e tranquilidade. As areias ficaram completamente lotadas, bem como todos os acessos às praias. Inclusive as mais afastadas, como Prainha, Grumari e Abricó, que em dezembro foi oficializada como reduto do naturismo no Rio de Janeiro.

Foi para lá que se mandou a Musa do Topless, Ana Paula Nogueira. Com tanto calor, ela decidiu tirar não apenas a parte de cima do biquíni, mas todo ele. “O calor está de matar. E como infelizmente ainda é proibido o topless no Rio, decidi ir para Abricó e ficar à vontade sem ninguém para encher o saco. Não rola ir à praia e ficar preocupada se vai chegar um guarda para te prender ou não porque você está fazendo topless”, explicou.

Musa do Topless%2C Ana Paula Nogueira elegeu a Praia do Abricó%2C exclusiva de naturistas%2C como seu point neste verão%3A “O calor está de matar”Maíra Coelho / Agência O Dia

O movimento na Praia de Abricó também estava acima do habitual, o que causou certo constrangimento para alguns frequentadores, já que havia algumas pessoas vestidas entre os naturistas.“Tem tantos quilômetros de praia no Rio de Janeiro e eles querem vir justamente numa pequena faixa de areia dedicada ao naturismo para quê? Não tem necessidade”, reclamou a terapeuta Juliana Silveira, frequentadora da praia na Zona Oeste.

Nao foi o caso de Ana Paula Nogueira. Descolada, ela pouco se importou com alguns olhares indiscretos e passeou à vontade pela areia. “Acho que quem está errado não sou eu (risos). Aqui é uma praia de nudismo, para quem quer ficar sem roupa. Errados estão os poucos que estão de sunga. Mas isso é uma questão cultural. Só com o tempo a gente aprenderá a respeitar a opção das pessoas”, comentou a jornalista e produtora cultural, que pratica o topless na Europa há anos sem ser importunada.

Com temperatura máxima de 40%2C9ºC%2C registrada na Vila Militar%2C cariocas e turistas buscaram refúgio no marMaíra Coelho / Agência O Dia

Os adeptos do calorão, no entanto, estavam felizes da vida, sem se importar com trânsito ou praias lotadas. Os que sofrem com a temperatura nas alturas têm uma boa notícia. Neste fim de semana haverá uma trégua. A previsão para hoje, segundo o Climatempo, é de chuva à tarde e à noite. A previsão aponta uma temperatura máxima de 37ºC. No domingo, chega uma frente fria e os termômetros caem para 34ºC. Não é clima de montanha, mas dá para ir à praia sem passar sufoco ou ter de tirar a roupa.

?Banhistas e fiscais até o anoitecer?

A esticada na praia até a noite de quem tenta fugir do sol escaldante fez a prefeitura alterar a rotina dos agentes do Programa Lixo Zero. A fiscalização está sendo reforçada na orla a partir das 15h. A estratégia é flagrar os banhistas na saída da praia, multando quem deixa resíduos na areia. A maior parte das duplas do Lixo Zero começa a atuar no início da tarde até o anoitecer. A Comlurb pede a colaboração da população para que descarte o lixo nos contêineres instalados a aproximadamente a cada 50 metros, evitando ser multado.

Para que o lixo não faça mais parte da paisagem da orla carioca, garis vão orientar os banhistas no caminho até o mar. A campanha Praia Limpa vai tomar a orla e os pontos de ônibus para tentar sensibilizar cariocas e turistas sobre a importância do descarte correto. A ação começou ontem, em três pontos da orla: na Praia de Ipanema, em frente à Avenida Vieira Souto; em Copacabana, na Avenida Atlântica; e na Barra, em frente ao Condomínio Alfa Barra.

Últimas de Rio De Janeiro