Dilma e Paes inauguram Túnel Rio 450 na Região Portuária do Rio

Ligando a Rua Primeiro de Março com a Via Binário, galeria trará mobilidade aos cariocas que circulam na região

Por paloma.savedra

Rio - Dilma Roussef marcou presença no evento em que o prefeito Eduardo Paes e o governador Luiz Fernando Pezão inauguraram o Túnel Rio 450, batizado em homenagem ao aniversário do Rio, celebrado neste domingo. Acessado pela Rua Primeiro de Março, ele vai operar em sentido único em direção ao Elevado do Gasômetro e tem papel importante no escoamento de veículos do Centro. Com a abertura, o tráfego na Avenida Rodrigues Alves, a partir da Praça Mauá, passa a ficar interditado — o trecho receberá obras do VLT e será uma área de lazer.

Dilma chegou à Zona Portuária por volta das 16h e visitou as instalações do túnel acompanhada de políticos e do presidente do Comitê Olímpico Internacional, o alemão Thomas Bach. Em seu discurso, Dilma exaltou as transformações urbanas da região.

“Uma parte importantíssima da História do Brasil se passou nessa área, que está sendo modernizada e revitalizada. Não foi só a parte triste, da escravidão, representada no (Cais do) Valongo, mas sobretudo os momentos de afirmação”, disse, lembrando a coroação de Dom Pedro, a Proclamação da República e o comício das Diretas Já, na Candelária.

Dilma Rousseff participou da cerimônia de inauguração ao lado do governador Pezão e do prefeito Eduardo Paes%3A ligação entre a Rua Primeiro de Março e a Via BinárioFernando Souza / Agência O Dia

Paes, por sua vez, exaltou a parceria entre os governos federal, estadual e municipal ao lembrar que boa parte dos terrenos da Zona Portuária foi cedida pela União à prefeitura. “Nos últimos 50 anos os presidentes da República não vinham ao aniversário do Rio. Havia problemas com o poder central. Mas a Dilma, que esteve mais cedo na posse do presidente uruguaio, deu uma escapadinha e veio para cá”, afirmou, aproveitando para fazer propaganda de seu indicado à sucessão. “O TRE não está fiscalizando, então vou lançar aqui meu candidato a prefeito (em 2016): Pedro Paulo Carvalho.” Referia-se a seu secretário de Coordenação de Governo.

Prefeito diz que túnel não será solução para o trânsito no Centro

Novas mudanças vão afetar o trânsito na Região Portuária do Rio

A parceria com Brasília também foi ressaltada por Pezão, ao citar as obras da Linha 4 do Metrô, que ligará Ipanema a Barra da Tijuca. “A senhora (Dilma) assinou, em março do ano passado, o empréstimo para o término da construção. Não sabia se seria reeleita e nem se eu estaria como governador. Mostrou sua visão. É importante continuarmos com essa união entre os três entes federativos”.

Também compareceram à cerimônia os secretários municipal e estadual de Transportes, Rafael Picciani e Carlos Osorio; o vice-prefeito, Adilson Pires; o presidente da Câmara Municipal, Jorge Felippe, e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman.

Noventa e três linhas de ônibus que passam pela região têm rota alterada

Imagem aérea da saída do Túnel Rio 450 anos na Rua Antônio Lage%2C no Centro do Rio de JaneiroCarlos Eduardo Cardoso / Agência O Dia

Com a inauguração do túnel, que completa a Via Binário do Porto, 93 linhas de ônibus estão com seus itinerários alterados. Vinte e três ruas do Centro e da Região Portuária terão a mão invertida. Durante os primeiros 30 dias, o Túnel Rio 450 ficará fechado da meia-noite às 5h para manutenção. “Ruas que ficaram com mão invertida para as obras voltarão a ter seu sentido normalizado. A população vai se acostumar”, disse o secretário municipal de Transportes, Rafael Picciani.

Dois painéis eletrônicos serão usados para alertar motoristas sobre as condições de trânsito no túnel e possíveis obstruções, como acidentes e engarrafamentos.

O túnel inaugurado ontem é o primeiro abaixo do nível do mar na cidade e o maior da região.
A Avenida Rio Branco volta a operar sentido Avenida Presidente Vargas, a partir da Praça Mauá. Com a inversão de mão da Rua Sacadura Cabral, a Via Binário será o único acesso alternativo ao Centro pela Zona Portuária.

Cerca de cem homens da prefeitura reforçarão a sinalização do trânsito e instruirão motoristas nas proximidades do túnel nessas primeiras semanas após a inauguração.

A expectativa é que o túnel reduza pela metade o tempo que se leva para sair do Centro. “A Via Binário vai ficar sobrecarregada com a troca de mão da Sacadura Cabral e dificultar a chegada ao Centro. Mas a saída ficará mais rápida. O motorista não terá que parar nos sinais que existiam na Rodrigues Alves”, disse Picciani. A prefeitura também implantará 17 quilômetros de ciclovia nas ruas da Zona Portuária.

A próxima obra de mobilidade a ser inaugurada na Região Portuária é a Via Expressa, paralela à Via Binária. Com 3.370 metros de extensão, a previsão é que ela seja aberta em 2016. Ela conectará Aterro do Flamengo, Avenida Brasil e Ponte Rio-Niterói.

Eduardo Paes e os secretários Pedro Paulo%2C de Governo%2C e Rafael Picciani%2C de Transportes%2C visitaram na quinta-feira (26) o Túnel Rio 450%2C Bruno de Lima / Agência O Dia

Confira algumas intervenções:

Mudanças de tráfego - Área Centro

- Avenida Rio Branco, no trecho entre a Praça Mauá e a Avenida Presidente Vargas: passará a operar sentido Avenida Presidente Vargas
- Rua Acre, entre as avenidas Marechal Floriano e Rio Branco: passará a operar sentido Avenida Rio Branco
- Rua Uruguaiana, entre a as avenidas Marechal Floriano e Presidente Vargas: passará a operar sentido Avenida Marechal Floriano
- Rua Alcântara Machado, entre as ruas Mayrink Veiga e Acre: passará a operar sentido Rua Acre
- Rua Beneditinos, entre as ruas Acre e Mayrink Veiga: passará a operar sentido Avenida Rio Branco
- Rua Mayrink Veiga, entre as avenidas Rio Branco e Marechal Floriano: passará a operar sentido Avenida Marechal Floriano
- Rua Visconde de Inhaúma, entre a Rua Primeiro de Março e Avenida Rio Branco: passará a operar em mão dupla
- Rua da Quitanda, entre as ruas Visconde de Inhaúma e Teófilo Otoni: passará a operar sentido Rua Teófilo Otoni
- Rua Teófilo Otoni, entre as ruas da Quitanda e Candelária: passará a operar sentido Rua Candelária
- Rua Candelária, entre as ruas Teófilo Otoni e Visconde de Inhaúma: passará a operar sentido Rua Visconde de Inhaúma
- Rua Cortines Laxe, entre as ruas Conselheiro Saraiva e Dom Gerardo: passará a operar sentido Rua Dom Gerardo
- Rua São Bento, entre a Avenida Rio Branco e Rua Conselheiro Saraiva: passará a operar sentido Rua Conselheiro Saraiva
- Rua Conselheiro Saraiva, entre as ruas da Quitanda e Cortines Laxe: passará a operar sentido Rua Cortines Laxes
- Rua Dom Gerardo, entre a Rua Cortine Laxes e Avenida Rio Branco: passará a operar sentido Avenida Rio Branco

Área Gamboa

- Rua Sacadura Cabral: passará a operar sentido Rua do Livramento
- Rua Aníbal Falcão, entre as ruas Sacadura Cabral e Coelho Castro: passará a operar sentido Rua Coelho e Castro
- Rua do Livramento: passará a operar sentido Rua Rivadávia Correa
- Rua do Propósito, entre as ruas Rivadávia Correa e Leôncio Albuquerque: passará a operar sentido Rua Leôncio Albuquerque
- Rua do Propósito, entre as ruas Leôncio Albuquerque e Sacadura Cabral: passará a operar sentido Leôncio Albuquerque
- Rua Conselheiro Zacarias, entre as ruas Leôncio de Albuquerque e Sacadura Cabral: passará a operar sentido Rua Silvino Montenegro
- Rua Leôncio Albuquerque, entre as ruas do Livramento e João Álvares: passará a operar sentido Rua João Álvares
- Rua João Álvares, entre as ruas Leôncio de Albuquerque e das Papoulas: passará a operar sentido Rua do Livramento
- Rua das Papoulas, entre as ruas do Livramento e João Álvares: passará a operar sentido Rua do Livramento

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia