Acusado de matar homem atropelado, filho de Pitanguy falta a audiência no TJ

Herdeiro do cirurgião plástico também é suspeito de estar dirigindo embriagado; réu passa por problemas psicológicos

Por nicolas.satriano

Rio - Preso em flagrante no fim de agosto acusado de homicídio culposo e dirigir embriagado (mas já solto), o empresário Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, 59 anos, réu em ação movida pelo Ministério Público, não compareceu a audiência no Tribunal de Jutiça do Rio, marcada para esta quarta-feira à tarde. Filho do famoso cirurgião plástico, de quem recebeu o mesmo nome, Pitanguy foi dispensado por alegar problemas de saúde.

A defesa do empresário confirmou que o homem está com problemas psicológicos, especificamente depressão. De acordo com o advogado Alexandre Lopes de Oliveira, que defende Pitanguy, o problema de saúde foi atestado e apresentado ao juízo. O magistrado esclareceu que a presença do empresário "não era indispensável" e que se não houver melhora no quadro de saúde do réu, ele também poderá faltar na próxima audiência, marcada para o dia 2 de dezembro, às 14h30.    

Pitanguy filho esteve preso em Bangu, mas já está solto. Defesa do réu diz que ele está depressivoReprodução TV Globo

Pitanguy se envolveu em um acidente que terminou em morte, em 21 de agosto, na Gávea, bairro da Zona Sul do Rio. O homem dirigia um carro que subiu a calçada, atingiu um poste e fez uma vítima, identificada como José Fernando Ferreira da Silva, 44 anos. O filho do cirurgião plástico foi preso ainda no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde ele estava internado, em observação. 

Filho de Pitanguy deixa penitenciária

MP denuncia filho de Pitanguy por homicídio culposo

Filho de Ivo Pitanguy é preso após pedestre ser atropelado e morrer


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia