Divisão Anti-Sequestro prende PM e mais dois em ação dentro de shopping

Homem mantido refém foi condenado por associação ao tráfico de drogas. Trio exigia o pagamento de R$ 250 mil em troca da liberdade de morador do Jacarezinho

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Agentes da Divisão Anti-Sequestro prenderam, em flagrante, na tarde desta terça-feira, um policial militar e mais dois homens no estacionamento do Shopping Nova América, em Del Castilho, na Zona Norte do Rio. De acordo com os policiais da DAS, eles receberiam no local R$ 150 mil extorquidos de Nei Mendonça Ferreira, o Neizinho, 39 anos, morador do Jacarezinho, também na Zona Norte da cidade. Em 2013, Neizinho foi condenado a pena de três anos por associação ao tráfico de drogas. A Justiça concedeu o benefício de cumprir a pena em regime domiciliar. 

Os agentes da DAS informaram incialmente que o homem feito refém responde por tráfico de drogas, mas a Justiça informou que Neizinho foi condenado por associação ao tráfico. 

Segundo o delegado da DAS, Eduardo Soares, no último dia 23 de setembro, 'Neizinho', foi sequestrado no Jacarezinho pelos três homens e mantido refém dentro do próprio carro. Ele foi solto na madrugada do dia seguinte, quando o advogado de Neizinho levou ao local R$ 100 mil em espécie. Os sequestradores exigiram a promessa do pagamento de mais R$ 150 mil para a garantia da liberdade de Neizinho, a ser pago nesta terça-feira. 

Neizinho procurou a DAS e o cerco foi montado para a prisão dos suspeitos. Thiago Santana de Farias, 26 anos, Michel Carvalho de Jesus, 30, e o policial militar Glauber Barroso Silva, 26, foram presos em flagrante. Um tiro de advertência chegou a ser disparado no local quando, durante a abordagem, um dos criminosos cogitou puxar a arma. O tiro assustou clientes do Shopping, contudo, não houve feridos. O policial preso é lotado na Companhia da Maré.

Na delegacia, os agentes da DAS  levantaram que coube ao preso Thiago Santana levantar as informações sobre Neizinho. Thiago portava uma arma pertencente a um outro policial militar, ainda não identificado. Os homens presos em flagrante vão responder por extorsão mediante sequestro.  









 



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia