Faixa vermelha da via compartilhada foi repitanda em parte do trecho cortado pela RJ-116, no centro de Nova Friburgo - Paula Valviesse
Faixa vermelha da via compartilhada foi repitanda em parte do trecho cortado pela RJ-116, no centro de Nova FriburgoPaula Valviesse
Por Paula Valviesse
A via compartilhada que será dividida entre ciclistas e pedestres em Nova Friburgo, que está em construção desde o ano passado, recebeu uma nova pintura nesta segunda-feira (31/08). Durante o dia, funcionários da Fender Engenharia, empresa vencedora da licitação, estiveram trabalhando no trecho da RJ-116 que compreende as avenidas Galdino do Valle Filho, sentido Sul, e da Avenida Comte Bittencourt, sentido Norte.

A faixa vermelha que define a área de uso exclusivo para ciclistas já havia sido pintada, mas a tinta desbotou com o tempo. Além disso, o trecho da rodovia passou por obras para construção de novas rampas de acessibilidade, o que ocasionou em quebra de parte do piso, removendo a demarcação antiga com tinta, e também pela colocação da sinalização e, na Avenida Euterpe, ganhou divisórias de concreto.

A construção da via compartilhada para pedestres e ciclistas faz parte do “pacotão” anunciado pelo Executivo no ano passado. Estimada inicialmente em R$ 999 mil, a obra tinha previsão de ser concluída ainda em 2019, mas o prazo acabou se estendendo por complicações encontradas durante as intervenções.

A prorrogação do contrato também contou com um termo aditivo de R$ 128.154,32,, aumentando para R$ 1.127.154,32 o valor da obra. Agora a previsão, segundo a prefeitura, é de que a conclusão da construção da via seja em setembro.

A via compartilhada compreende os trechos entre a Avenida Doutor Galdino do Valle Filho até o bairro Duas Pedras, com previsão do trecho exclusivo para ciclistas entre a Rua Sete de Setembro e a ponte da Rua Padre Luís Yabar. Além disso, também está prevista a sinalização em Conselheiro Paulino, onde o Governo do Estado realizou a obra de canalização do Rio Bengalas e já existe uma área destinada para implantação de uma ciclovia.
Você pode gostar
Comentários