Matéria Salva!

Agora você pode ler esta notícia off-line

Matéria removida da seção links salvos
Publicidade

Aumento do número de casos de Covid-19 faz Nova Friburgo voltar a Bandeira Vermelha

Município publicou novo decreto sobre o funcionamento das atividades econômicas e voltou a fazer a avaliação de risco semanalmente

Sala de espera para fazer o teste de Covid-19 - Paula Valviesse
Sala de espera para fazer o teste de Covid-19Paula Valviesse
Por O Dia
Na última semana Nova Friburgo publicou alertas sobre o aumento dos casos de Covid-19, segundo a Secretaria de Saúde, houve aumento da taxa de positividade, que atualmente está em 73,5%, assim como aumento de 30% da taxa de ocupação de leitos exclusivos. Com isso, a partir desta segunda-feira (7/12) o município retorna para a Bandeira Vermelha, segunda fase mais restritiva, conforme o índice de risco adotado pela administração pública.

Além de estabelecer risco alto de contágio, o prefeito Renato Bravo também publicou um novo decreto, que altera as métricas para fixação das bandeiras. No município foram estabelecidas cinco bandeiras para regulamentar as atividades, conforme o índice de risco, que varia entre muito alto (Bandeira Roxa); alto (Vermelha); moderado (Laranja); baixo (Amarela); e muito baixo (Verde).

De acordo com o novo decreto, Nova Friburgo volta a analisar a situação da pandemia de Covid-19 semanalmente. Assim como passar a vigorar novas medidas para as atividades econômicas, com mudança no horário de funcionamento dos setores, especialmente no que diz respeito ao setores de comércio e serviços e a suspensão, por quinze dias, das atividades das Casas de Festas, Salões Sociais e da permissão para que os estabelecimentos tenham música ao vivo e/ou DJ’s.

Na Bandeira Vermelha a indústria pode funcionar com capacidade limitada de até 65%. Os setores de comércio e serviços devem observar a proporção de atendimento de um cliente por funcionário e estão autorizados a funcionar das 7h às 20h. No caso desses setores, o horário foi ampliado nessa fase de flexibilização com a intenção de evitar aglomerações, mas para os prestadores de serviços continua a proibição de ter clientes em espera.

Bares, restaurantes e lanchonetes têm a capacidade reduzida para 30%, podendo funcionar das 7h às 20h, com exceção dos serviços de entrega, que estão autorizados a seguir conforme a demanda. Os shoppings centers mantêm a permissão de operar das 10h às 22h, mas a praça de alimentação deverá seguir as mesmas medidas determinadas para os restaurantes.

Salas de cinema, cursos livres e atividades religiosas ficam limitados a 50% da capacidade. Já as academias podem funcionar com apenas 40% da capacidade. Além disso, festas, eventos e atividades desportivas de contato permanecem proibidas em todas as bandeiras.

Desde agosto Nova Friburgo tem se mantido entre as bandeiras Laranja, Amarela e Verde, que chegou a vigorar por 15 dias. A mudança da Bandeira Amarela direto para a Vermelha pegou de surpresa a população.

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria de Saúde, o município tem atualmente 5.099 casos confirmados de Covid-19 e já registrou 179 mortes pela doença. Com 20 leitos exclusivos de UTI, o Hospital Municipal Raul Sertã apresenta 55% de ocupação, com 11 pacientes internados. Já os leitos de enfermaria são 19, havendo 8 com pacientes (42,1%).
Na última quarta-feira (2/12), o jornal O DIA relatou a situação da emergência do Hospital Municipal para a realização do teste de Covid-19. Com apenas um médico  atendendo, muitas pessoas tiveram que esperar por horas para conseguir atendimento na unidade.
Você pode gostar
Comentários
mais notícias
Aumento do número de casos de Covid-19 faz Nova Friburgo voltar a Bandeira Vermelha | Nova Friburgo | O DIA
Aumento do número de casos de Covid-19 faz Nova Friburgo voltar a Bandeira Vermelha
Publicidade

Aumento do número de casos de Covid-19 faz Nova Friburgo voltar a Bandeira Vermelha

Município publicou novo decreto sobre o funcionamento das atividades econômicas e voltou a fazer a avaliação de risco semanalmente

Sala de espera para fazer o teste de Covid-19 - Paula Valviesse
Sala de espera para fazer o teste de Covid-19Paula Valviesse
Por O Dia
Na última semana Nova Friburgo publicou alertas sobre o aumento dos casos de Covid-19, segundo a Secretaria de Saúde, houve aumento da taxa de positividade, que atualmente está em 73,5%, assim como aumento de 30% da taxa de ocupação de leitos exclusivos. Com isso, a partir desta segunda-feira (7/12) o município retorna para a Bandeira Vermelha, segunda fase mais restritiva, conforme o índice de risco adotado pela administração pública.

Além de estabelecer risco alto de contágio, o prefeito Renato Bravo também publicou um novo decreto, que altera as métricas para fixação das bandeiras. No município foram estabelecidas cinco bandeiras para regulamentar as atividades, conforme o índice de risco, que varia entre muito alto (Bandeira Roxa); alto (Vermelha); moderado (Laranja); baixo (Amarela); e muito baixo (Verde).

De acordo com o novo decreto, Nova Friburgo volta a analisar a situação da pandemia de Covid-19 semanalmente. Assim como passar a vigorar novas medidas para as atividades econômicas, com mudança no horário de funcionamento dos setores, especialmente no que diz respeito ao setores de comércio e serviços e a suspensão, por quinze dias, das atividades das Casas de Festas, Salões Sociais e da permissão para que os estabelecimentos tenham música ao vivo e/ou DJ’s.

Na Bandeira Vermelha a indústria pode funcionar com capacidade limitada de até 65%. Os setores de comércio e serviços devem observar a proporção de atendimento de um cliente por funcionário e estão autorizados a funcionar das 7h às 20h. No caso desses setores, o horário foi ampliado nessa fase de flexibilização com a intenção de evitar aglomerações, mas para os prestadores de serviços continua a proibição de ter clientes em espera.

Bares, restaurantes e lanchonetes têm a capacidade reduzida para 30%, podendo funcionar das 7h às 20h, com exceção dos serviços de entrega, que estão autorizados a seguir conforme a demanda. Os shoppings centers mantêm a permissão de operar das 10h às 22h, mas a praça de alimentação deverá seguir as mesmas medidas determinadas para os restaurantes.

Salas de cinema, cursos livres e atividades religiosas ficam limitados a 50% da capacidade. Já as academias podem funcionar com apenas 40% da capacidade. Além disso, festas, eventos e atividades desportivas de contato permanecem proibidas em todas as bandeiras.

Desde agosto Nova Friburgo tem se mantido entre as bandeiras Laranja, Amarela e Verde, que chegou a vigorar por 15 dias. A mudança da Bandeira Amarela direto para a Vermelha pegou de surpresa a população.

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria de Saúde, o município tem atualmente 5.099 casos confirmados de Covid-19 e já registrou 179 mortes pela doença. Com 20 leitos exclusivos de UTI, o Hospital Municipal Raul Sertã apresenta 55% de ocupação, com 11 pacientes internados. Já os leitos de enfermaria são 19, havendo 8 com pacientes (42,1%).
Na última quarta-feira (2/12), o jornal O DIA relatou a situação da emergência do Hospital Municipal para a realização do teste de Covid-19. Com apenas um médico  atendendo, muitas pessoas tiveram que esperar por horas para conseguir atendimento na unidade.
Você pode gostar
Comentários
mais notícias