Obras avançam no Hospital da Posse e três novas enfermarias são entregues

A sala verde e o ambulatório já estão na fase final. As novas enfermarias foram climatizadas e ganharam camas elétricas

Por O Dia

O governador Wilson Witzel testou o controle das camas elétricas das novas enfermarias
O governador Wilson Witzel testou o controle das camas elétricas das novas enfermarias -
Nova Iguaçu - A maior emergência da Baixada Fluminense, o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) recebeu mais três enfermarias totalmente reformadas. As obras foram entregues nesta quinta-feira (13) e fazem parte de um conjunto de intervenções que estão sendo realizadas na unidade para melhorias estruturais. Outras quatro enfermarias já foram entregues e mais 33 também serão reformadas. É a primeira vez em sua história que o hospital recebe obras de reforma geral.

O prefeito de Nova Iguaçu, Rogerio Lisboa, esteve na unidade, junto com o governador do Estado, Wilson Witzel, para visitar as obras e conhecer as novas instalações das enfermarias. Os dois estavam acompanhados do secretário Estadual de Saúde, Edmar Santos, do secretário municipal, Manoel Barreto, do diretor-geral do hospital, Joé Sestello e outras autoridades.

“Durante muito tempo o hospital ficou sem investimentos na infraestrutura. Entre cuidar dos pacientes e fazer obras, a prioridade nossa sempre foi salvar vidas. As condições financeiras que encontramos na prefeitura ao assumir o governo, com dívidas de mais de R$ 500 milhões, não nos permitiam reformar o hospital. Mas este ano, com o aumento e regularização dos repasses do governo Estadual, conseguimos investir nessa parte estrutural para dar mais conforto e segurança aos pacientes e funcionários”, afirmou o prefeito.

As obras em andamento contemplam todo o complexo hospitalar de Nova Iguaçu, incluindo também a Maternidade Mariana Bulhões. No HGNI, os serviços começaram em abril, nas enfermarias adultas. Também estão passando por reformas os corredores e o telhado. A Sala Verde (onde ficam os pacientes menos graves) e o ambulatório já estão em fase final de obras. Na sequência, outros setores cruciais, como as emergências, centro cirúrgico, CTI e salas de triagem também receberão melhorias.

“As enfermarias novas do Hospital da Posse não devem para nenhum outro hospital. Foram feitas com capricho e cuidado. Sabemos que investir em Nova Iguaçu é ter a certeza de que a verba será aplicada de forma correta. A saúde é prioridade e vamos investir cada vez mais no Rio de Janeiro”, disse o governador.

As novas enfermarias foram climatizadas e ganharam camas elétricas. Toda a parte hidráulica e elétrica foram trocadas, além das janelas, portas, piso e luminárias. Nos banheiros foram trocadas pias, vasos sanitários, torneiras, chuveiros e realizados reparos de infiltração, além de colocação de azulejos. Também estão sendo adquiridos novos equipamentos, como macas, camas, poltronas, colchões, entre outros.

“Essa é a primeira grande obra que o hospital está recebendo depois de quase 40 anos. Importante ressaltar que mesmo com as intervenções o hospital não parou. Estamos conseguindo fazer as obras, tanto no hospital, quanto na maternidade, mantendo o atendimento. Ainda temos muito para melhorar, mas Nova Iguaçu vem avançando na saúde pública com investimento não só no hospital, como na rede de atenção básica”, disse o secretário Manoel Barreto.

Para dar mais qualidade no diagnóstico de exames de imagem, o hospital vai ganhar também um novo Centro de Imagem, com cinco aparelhos de raio-X convencionais, um aparelho de ressonância magnética e dois tomógrafos funcionando 24 horas por dia.

“Com este centro, vamos conseguir dobrar a capacidade de exames, que atualmente é de cerca de 15 mil por mês, entre ultrassonografia, tomografia, ecocardiograma e Raio-x. É um hospital que atende uma média de 16 mil pacientes e essas melhorias estão trazendo mais qualidade assistencial”, afirmou o diretor do HGNI, Joé Sestello.

Galeria de Fotos

O governador Wilson Witzel testou o controle das camas elétricas das novas enfermarias Alziro Xavier /Divulgação
As três novas enfermarias totalmente reformadas têm climatização e camas elétricas Alziro Xavier/Divulgação

Comentários