Estácio de Sá terá curso de Gastronomia em Nova Iguaçu  - Divulgação
Estácio de Sá terá curso de Gastronomia em Nova Iguaçu Divulgação
Por O Dia

Além de ser uma das maiores cidades da Baixada Fluminense, Nova Iguaçu é reconhecida por sua badalada e diversificada rede gastronômica. Um levantamento publicado pela prefeitura em 2016, mostrava que o município possuía cerca de quatro mil bares e restaurantes espalhados pela cidade, criando 32 mil postos de trabalho diretos e indiretos. Com o objetivo de ajudar a formar mão-de obra qualificada para atuar no setor, a Universidade Estácio de Sá (Unesa) criou o curso de tecnólogo em Gastronomia no campus Nova Iguaçu, que é o segundo maior do estado do Rio de Janeiro.

Com foco na formação de chefs, oferecendo disciplinas como Cozinha Asiática e Cozinha Mediterrânea, o curso também oferece formação aqueles que veem a preparação dos alimentos como um hobby e até mesmo para quem quer aprender e ir além das noções básicas. Este é o caso da psicóloga Ana Maria Amaral, de 58 anos, que também tem formação em Pedagogia e pós-graduação em Psicopedagogia. Até o fim de 2019 ela exerceu a profissão, mas de lá pra cá vem se dedicando cada vez mais à paixão pela confeitaria.

"Decidi fazer gastronomia porque é uma atividade que faz parte da minha vida desde os 14 anos, quando fiz meu primeiro bolo. Depois disso, não parei mais de pesquisar e me aperfeiçoar. Fazia bolos e doces para os professores, amigos e familiares. Me formei em Psicologia, trabalhava na área, mas continuava fazendo bolos e me atualizando sempre. Quando a Estácio NI abriu a primeira turma de Gastronomia, eu disse: "agora vou fazer o curso da minha vida",diz a aluna.

Durante a pandemia, os encontros estão acontecendo de forma online, mas com o retorno das aulas presenciais, os alunos voltarão a ter acesso ao laboratório, que é composto por oito bancadas com equipamentos de ponta para a execução das aulas práticas.

O chef Marcelo Vieira foi o responsável pelo planejamento e atua na coordenação do curso de Gastronomia. Com formação em Ciências Econômicas e larga experiência na gestão de restaurantes e no ensino, o especialista acredita que incentivar o contato do aluno com o público faz a diferença.

"Não ficamos restritos à universidade, criamos eventos para que os alunos possam ter contato direto com o público. No ano passado nossa turma foi a um shopping da cidade para fazer uma preparação ao vivo para as pessoas que ali estavam. A experiência foi um sucesso", comenta.

Para o diretor do Campus Nova Iguaçu, Demarques Ribeiro, além de formar novos profissionais, a Estácio tem o compromisso de ajudar a comunidade local a se desenvolver. "Temos um grande potencial para ajudar a população de Nova Iguaçu; temos diversos cursos, inclusive na área de saúde, que prestam serviços à população com prática supervisionada pelos nossos professores, que têm vasta experiência técnica. Em breve iniciaremos o atendimento no escritório modelo de Arquitetura para ajudar pessoas de baixa renda na regularização de imóveis e documentação, por exemplo", explicou.

Você pode gostar
Comentários