Jogos Estudantis de Nova Iguaçu premiam atletas em cerimônia no Sesc

Cerca de 4.500 alunos de 62 escolas públicas e privadas participaram das competições de várias modalidades esportivas

Por O Dia

Alunos de escolas públicas e particulares participaram das competições
Alunos de escolas públicas e particulares participaram das competições -
Nova Iguaçu -  A Prefeitura  realizou a cerimônia de entrega dos troféus dos Jogos Estudantis de Nova Iguaçu (Joeni), na tarde desta quarta-feira, dia 4. Organizada pela Secretaria de Esporte e Lazer, a competição reuniu 62 escolas públicas e  privadas e cerca de 4.500 alunos durante 45 dias em 12 modalidades esportivas nas categorias Sub-11, 14 e 17. No ano passado, cerca de três mil alunos disputaram os Jogos. O Centro Educacional Senador Camará (Cesc Camaradinha) ficou em primeiro lugar na classificação geral nas três categorias.

“Nova Iguaçu tem o maior jogos estudantis no estado do Rio. Foi importante socialmente, pois fomentamos o esporte dentro das escolas. Além disso, motivamos as unidades para incentivar a prática dos esportes entre seus alunos”, afirmou o secretário de Esporte e Lazer de Nova Iguaçu, Alexandre Batista. “Ainda vamos descobrir talentos para formar equipes para os Jogos da Baixada. No próximo ano, vamos ter novas modalidades, como corrida de rua, ginástica rítmica, skate e vôlei de areia”.

A Escola Municipal Professor Franklin Bolivar Fernandes, no bairro Rodilândia, ficou em segundo lugar na classificação geral na categoria Sub-14, e a Escola Municipal Alice Couto, em Caioaba, foi a terceira colocada na Sub-11.

“Foi meu primeiro Joeni e espero participar mais vezes. Quero seguir a carreira de jogador de vôlei. Essa competição foi meu primeiro passo para seguir esse sonho”, disse Renan Ramalho de Andrade, de 14 anos, estudante da Escola Franklin Bolivar Fernandes, que conquistou duas de primeiro lugar no vôlei e no arremesso de peso, foi vice-campeão no basquete e no handebol e terceiro colocado no futsal.

Este ano, o evento, que tem o Sesc como parceiro, teve futsal, futebol, basquete, vôlei, handebol, atletismo, natação, xadrez, queimada, judô, tênis de mesa, além de atletismo para pessoas com deficiência e queimada misto na categoria Sub-11, com participação de meninos e meninas. A grande novidade desta competição foram os jogos eletrônicos.

“Este ano tivemos 26 escolas municipais. No ano passado foram 19 e esperamos chegar a 40 em 2020. A participação da unidades municipais está crescendo e mostra que as escolas estão dando cada vez mais valor ao esporte”, disse o coordenador dos Jogos, André Penudo. “A competição foi um sucesso. Vai ficar marcada na vida destas crianças e adolescentes”.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Alunos de escolas públicas e particulares participaram das competições Diego Valdevino / Divulgação PMNI
Os alunos estavam orgulhosos no encerramento do evento Diego Valdevino/ Divulgação PMNI
Renan Ramalho de Andrade, estudante da Escola Franklin Bolivar Fernandes, conquistou duas medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze Diego Valdevino /Divulgação PMNI

Comentários