Nova Iguaçu: Saiba como serão as próximas etapas da liberação do comércio

Se número de casos crescer sem controle, estabelecimentos comerciais voltarão a ser fechados

Por O Dia

Fila para entrar no Calçadão de Nova Iguaçu
Fila para entrar no Calçadão de Nova Iguaçu -

A prefeitura de Nova Iguaçu liberou parcialmente nesta segunda-feira (8/6) o comércio em toda a cidade. Mas alguns estabelecimentos comerciais ainda não foram autorizados a reabrir. Isso só acontecerá nas próximas fases, já que a liberação será gradual para enfrentar a pandemia de covid-19.
Na segunda etapa, prevista para daqui a duas semanas, a prefeitura autorizará o funcionamento de salões de beleza, galerias e lojas de calçados, bolsas e acessórios, eletrodomésticos, eletrônicos e autorizadas.
Na terceira fase, provavelmente em um mês, será liberada a reabertura de estabelecimentos de venda de vestuário, academias, shoppings, centros comerciais e congêneres. As medidas relacionadas a restaurantes e bares serão reavaliadas, informou a prefeitura de Nova Iguaçu.
Se o número de casos da doença voltar a crescer, a prefeitura poderá voltar atrás na decisão que liberou nesta-segunda a reabertura de escritórios de profissionais liberais, de contabilidade e advocacia, imobiliárias, concessionárias, lojas de artigos de escritório, papelarias, presentes, telefonia, celulares e acessórios, jóias, perfumarias, bijuterias, equipamento fotográfico, fotografias, copiadoras e lojas de departamentos, magazine e bazar. 
A liberação de novos estabelecimentos comerciais estará associada à evolução dos casos da covid-19 no município e à ocupação de leitos no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI). A Prefeitura criou um sistema de bandeiras, dividida nas cores amarela, verde, vermelha e cinza.

Verde: Se houver queda no número de casos da doença e a ocupação dos leitos for inferior a 70%. Neste caso, pode acontecer a liberação de todas as atividades seguindo normas da Secretaria Estadual de Saúde;

Amarela (bandeira atual): Quando o aumento no número de novos casos for inferior a 10%, a ocupação dos leitos for inferior a 80% e o aumento da taxa de mortalidade ficar entre 10% e 20% em relação aos últimos sete dias;

Vermelha: Quando o aumento no número de novos casos ficar entre 10% e 30%, a ocupação de leitos estiver entre 80% e 90% ou o aumento da taxa de mortalidade nos últimos sete dias ficar entre 21% e 30%. Neste caso, o comércio voltará a ser fechado, sendo permitidos apenas os serviços essenciais;

Cinza: Quando o aumento no número de novos casos ficar acima de 30%, o crescimento do número de óbitos for acima de 30% ou a ocupação de leitos estiver entre 90% e 100%. Neste caso, será criada uma barreira sanitária em todo o perímetro urbano e apenas os serviços essenciais vão funcionar.

Comentários