Oásis verdebem perto de casa

Parque Natural de Nova Iguaçu completa 22 anos. Recanto natural da Baixada tem 14 lagos naturais, trilhas, cachoeiras e oferece aos visitantes a chance de praticcar esportes radicais

Por Aline Cavalcante

Caio Portela, morador de Nova Iguaçu, é uma dos apaixonados pelo parque
Caio Portela, morador de Nova Iguaçu, é uma dos apaixonados pelo parque -

Com 807.492 habitantes, Nova Iguaçu, o quarto município mais populoso do Rio de acordo com o último censo do IBGE, esconde diversas belezas naturais. Uma delas é o Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu, também conhecido como Parque do Vulcão, que completa neste mês de junho 22 anos. O acesso ao local, no momento, é restrito por causa das regras de isolamento social. Mas, assim que tudo isso passar, você já pode fazer uma visita e conhecer este tesouro da Baixada.

O Parque Natural Municipal ainda é pouco explorado. Criado em 1998, tem cerca de 1,1 mil hectares de área protegida de Mata Atlântica, é composto de 14 lagos naturais, cachoeira com queda d'água de 52 metros e 13 trilhas ecológicas. O poço mais frequentado é o das Cobras. No local há uma grande cachoeira de quase 6 metros de altura em uma espaçosa piscina natural.

Um dos atrativos mais belos é o Caminho das Águas, que segue o curso d'água do rio Dona Eugênia, passando pela represa e diversos poços. Entre uma trilha e outra é possível conhecer parte da história de Nova Iguaçu, como o Casarão da Fazenda Dona Eugênia, construído no século XIX, e as ruínas do clube Dom Felipe que funcionou até meados dos anos de 1960.

A última parada é a cachoeira Véu da Noiva. Considerada uma das mais bonitas, é a preferida do público. É a maior queda d'água do parque e é um dos principais atrativos que estão no roteiro do Caminho das Águas pela extensão do rio Dona Eugênia.

E sabe aquela famosa Janela do Céu, uma vista impressionante de uma cascata que se abre para o horizonte?  A Baixada tem a sua versão desta maravilha. Passando pela Trilha da Pedra da Contenda e da Florestinha, chega-se à Trilha do Mata- Fome, onde está a Janela do Céu de Nova Iguaçu.  "É um lugar lindo. Não deve em nada em beleza em relação a Janelas do Céu mais famosas", garante Caio Portela, treinador físico que mora em Nova Iguaçu.

Esporte Radical

Além das caminhadas com trilha, é possível fazer esportes mais radicais como voo livre, na rampa da Serra do Vulcão. Há ainda grampos fixados na cachoeira Véu da Noiva para prática de rapel, porém é necessário solicitar autorização na administração do parque para a prática. No momento, estas atividades estão suspensas.

Adepto das caminhadas, trilhas e rapel, Caio Portela conta que o local é um dos seus preferidos. "Sempre que posso eu vou, pois é um lugar lindo, onde me sinto livre. É um refúgio da mente. Temos fauna, flora, a gente ouve os pássaros cantando e as borboletas voando. Quando estou lá esqueço dos problemas. Eu me sinto um privilegiado em ter um lugar assim praticamente no quintal de casa".

 

Visitações cresceram

Eventos esportivos e também culturais como o projeto Música na Natureza, que levava grupos de música e orquestras mensalmente antes de começar a quarentena, transformaram a área em um grande palco para apresentações de artistas locais de diferentes gêneros musicais. As ações, atraíram muitos visitantes. 

"Eu moro na cidade desde que nasci, mas só fui conhecer o parque no ano passado. Uma amiga me convidou para assistir uma apresentação musical e fui lá pela primeira vez, me encantei. Tinha planejado voltar agora em março, mas aí começaram as medidas de isolamento tive que cancelar. Quero muito voltar lá", conta Roberta da Silva, 33. 

No ano passado, mais de 27,2 mil visitantes passaram pelo parque, sendo o sétimo mais visitado do Brasil. O número de agentes da Guarda Ambiental Municipal (GAM), que passou de nove para 33, contribuiu para o crescimento das visitas, já que a sensação de segurança aumentou.

Abertura total ainda não

No mês em que completa 22 anos de sua abertura, o Parque do Vulcão está fechado ao público em geral por causa da pandemia do coronavírus. A Prefeitura de Nova Iguaçu informou que ainda estuda o melhor momento para a reabertura total. Por ora, a unidade segue aberta somente para a prática da caminhada e passeios ciclísticos das 6h às 8h, sendo proibido o acesso às cachoeiras e poços naturais.

O acesso ao parque é fiscalizado pela Guarda Ambiental Municipal (GAM), que exige o cumprimento de medidas de segurança no combate à covid-19, como a utilização de máscara. Há duas entradas. Em Nova Iguaçu, pelo Caonze, passando pelas ruas Benjamim Chambarelli, Capitão Edmundo Soares e Juvenal Valadares até chegar à Estrada da Cachoeira, onde fica a portaria. O outro acesso é por Mesquita, no bairro Coreia. Ao final da Avenida Brasil, basta cruzar uma pequena ponte que levará à Estrada da Cachoeira. 

Galeria de Fotos

Caio Portela, morador de Nova Iguaçu, é uma dos apaixonados pelo parque Arquivo pessoal
Caio Portela, morador de Nova Iguaçu, é uma dos apaixonados pelo parque Arquivo pessoal
Caio Portela, morador de Nova Iguaçu, é uma dos apaixonados pelo parque Arquivo pessoal
Caio Portela, morador de Nova Iguaçu, é um dos apaixonados pelo parque. Na foto, ele faz um movimento de crossfit na Janela do Céu fotos: Arquivo pessoal
Parque Municipal de Nova Iguaçu tem entrada principal em Mesquita Divulgação
Música na Natureza Divulgação
Quedas d'água do Parque Natural de Nova Iguaçu Divulgação
Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu Luciano Belford
Fechado para visitação, mas é possível fazer caminhada de 6h às 8h Luciano Belford

Comentários