Isabele Benito: Por que toda mulher que faz sucesso tem que se explicar?

Toda mulher que se destaca na profissão, a cada conquista ouve parabéns, na mesma medida que tem que se explicar

Por Isabele Benito

Coluna Isabele Benito
Coluna Isabele Benito -
Rio - Toda mulher que se destaca na profissão, a cada conquista ouve parabéns, na mesma medida que tem que se explicar.

Quer ver só?

Quando recebi o convite para escrever essa coluna e aceitei, eu já sabia o que estava por vir.

Eu tenho um filho, Eduardo, que aliás completa hoje sete anos de idade (Parabénsss amor da minha vida!!!) trabalho em TV e rádio diariamente, além de ter uma produtora de vídeo.

Quando anunciei minha nova função, falei para minha mãe que ficou toda orgulhosa, mas já mandou: ´´E o Dudu?´´

Fiz o meu discurso de sempre: "Mãe, eu me organizo, dou conta de tudo e quando o Dudu chega da escola, já estou em casa, para levar no judô, no futebol, na natação…"

Minha mãe tem 82 anos, criou cinco filhos exclusivamente… Eu até compreendo.

Mas a minha surpresa foi uma das minhas melhores amigas, a mais feminista que eu conheço, soltar: "Como assim? Vai assinar uma coluna no jornal? Que horas você vê seu filho?"

É isso… o machismo está em todo lugar, tem que ser uma luta diária, que deve ser combatido em todos nós.

Ninguém questiona o homem pelo sucesso dele. Alguém já falou para o seu marido, ou amigo, ou namorado: "Nossa, você foi promovido! E os seus filhos?"

Mulher que alcança lugar de destaque tem que ficar se explicando o tempo todo, principalmente se você é mãe.

Esse é o caso da Renata Sampaio Gomes, de 32 anos, moradora de Campo Grande, que é pedreira e mãe de dois filhos e avó de dois netos.

"Muita gente não acredita que eu seja capaz de ser pedreira. E quando acreditam, acham que eu não sou capaz de administrar minha casa e minha família. Mas eu dou sempre o meu melhor porque eu sou SIM capaz!"

Eu posso ser uma mulher que faz TV, jornal e Rádio e posso ser uma Super mãe como eu sou e a Renata e tantas outras também são.

E vou ser bem sincera… Até essa que vos escreve também tem que tomar um dedo na cara, sabe por que?

Eu alimento esse questionamento machista, essa culpa que tentam colocar na mulher, a partir do momento em que tenho a explicação na ponta da língua para as minhas conquistas...

Pode até ser clichê, mas lugar de mulher é onde ela quiser, seja na função de mãe, profissional ou no que ela se propôr a fazer.

3,2,1 é DEDO NA CARA!
PINGO NO I
Rugas de preocupação.

Até a rede social vive de modinha…

A nova febre do momento são os aplicativos que modificam nossos rostos, para você ficar mais velho.

Eu confesso que não gostei do resultado, mas também aderi.

Porém a brincadeira aparentemente inofensiva pode ser perigosa.

Segundo Vincenzo Di Giorgio, CEO da DINATECH BRASIL, esse tipo de aplicativo também tem seus riscos.

Normalmente, os aplicativos mais baixados pedem permissões que vão além das necessidades, podem acessar informações pessoas e confidenciais sobre o dispositivo e seu proprietário.’’

Calma! Se você aderiu a brincadeira, não entre em pânico… Todos os aplicativos têm seus riscos.

Mas bora colocar o pingo no I… A tecnologia não lê seus pensamentos, ela sabe o que você pesquisa e gosta, e por isso faz cada dia mais a gente viver na bolha fora da realidade.

Experimente pesquisar sobre algo do seu interesse… Você vai receber só coisas relacionadas a isso por semanas…
TÁ FEIO!

Não é uma questão burocrática, é vida.

Não dá pra engolir a nota da dona LIGHT diante do caso da jovem Maria Eduarda, de 14 anos. Para você entender o caso, a jovem sofre de uma doença degenerativa rara. Vive ligada à aparelhos.

A família sem condições, só com o salário, atrasou as contas altas de energia. A empresa já ameaçou cortar o fornecimento, o que causaria a morte dela.

Questionada, a Concessionária disse que parcelaria a conta e avisaria previamente antes do corte. Oi? Como assim? Maria Eduarda vive literalmente ligada na tomada. Não seria o caso de estudar uma isenção? Alô humanidade!!! Alô bom-senso!

Não é possível! Falta inteligência pra esse povo.. Quem pensou numa nota fria e técnica como essa? Sem o mínimo trabalho de apurar a situação. Vocês não têm filhos? Amor ao próximo? Se a luz da casa da Eduarda for cortada, vocês vão se responsabilizar pelas consequências?

Enquanto a empresa lucra mais de 166 milhões, o pobre não pode ser perdoado?

Por isso se você me perguntou se tá feio ou tá bonito… O valor de uma vida é bem maior do que um boleto, e tenho dito.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários