Batata segue em campanha - Reprodução/Rede Social
Batata segue em campanhaReprodução/Rede Social
Por Sergio Gustavo
Conforme O Dia informou ontem (28), Lúcia de Fátima Fernandes, conhecida como Batata, segue em campanha após o indeferimento de sua candidatura pelo juiz Fábio Lopes Cerqueira, da 48ª Zona Eleitoral. “Vamos recorrer no TRE. São 7 julgadores que vão nos julgar. Tenho direito à defesa e quero a opinião na esfera estadual”, argumentou a ex-prefeita em vídeo publicado nas redes sociais.

No portal de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais, a situação atual de Batata aparece como “indeferido com recurso”, ou seja, há recurso interposto contra a sentença da 48ª Zona Eleitoral aguardando julgamento da instância superior.

Consultado, o TRE-RJ informou que Batata pode continuar com a campanha e que seu nome aparecerá nas urnas mesmo que o colegiado decida pela manutenção do indeferimento. Nesta hipótese, os votos recebidos pela chapa encabeçada por ela serão contados à parte e não aparecerão na apuração. Caso o julgamento do recurso aconteça após o pleito, marcado para o dia 15 de novembro, e o colegiado decida pelo deferimento da candidatura, haverá uma retotalização dos votos.

Lúcia de Fátima Fernandes teve seu mandato de prefeita cassado em 2013 pelo Tribunal Regional Eleitoral por compra de votos na eleição do ano anterior. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a decisão do TRE por considerar satisfatórias as provas de que eleitores "receberam dinheiro em troca de votos". Dessa forma, Batata e seu vice à época, Marcelo Carlos Guimarães de Lima, ficaram inelegíveis até 2020.