Por gabriela.mattos

Rio - Os alunos da Estácio de Sá fizeram um protesto, na noite desta terça-feira, pedindo mais policiamento na Avenida Presidente Vargas, no Centro, onde fica um dos campus da universidade. Com cartazes e faixas, dezenas de manifestantes participaram do ato em frente ao prédio da faculdade e reclamaram sobre os frequentes assaltos na região.

No último levantamento divulgado, o Instituto de Segurança Pública (ISP) registrou 106 roubos a transeuntes na área da 4ª DP (Central do Brasil) e 111 na da 5ª DP (Mem de Sá) em julho. No mesmo mês, o órgão contabilizou 31 ocorrências de roubos de celulares na região da 4ª DP e 20 na da 5ª DP.

Alunos da Estácio fizeram protesto pedindo mais policiamento na Avenida Presidente Vargas%2C no Centro%2C onde fica o campus da universidadeWhatsApp O DIA (98762-8248)

Ainda segundo o ISP, o roubo de rua — que inclui a pedestres, celulares e assaltos em ônibus — aumentou 38,3% de janeiro a julho no Rio em relação ao ano passado (50.404 casos contra 69.700 em 2016).

Aluna do 9º período de Engenharia Civil, Maria Renejeara Batista de Araújo, de 38 anos, contou que os estudantes saem da universidade em grupos, principalmente no turno da noite, para que corram menos risco de serem roubados.

"Infelizmente, todos os dias temos assaltos aqui, seja com faca ou arma de fogo. Eu já presenciei três vezes. Meu amigo foi assaltado com uma arma na cabeça a 300 metros da Estácio", afirmou a estudante.

Maria reforçou ainda que policiamento na rua da universidade é precário. "A faculdade também nunca se posicionou, a gente já cansou de falar com a direção. Eles podiam pelo menos disponibilizar uma van para levar os alunos até o ponto de ônibus", acrescentou.

Procurada pelo DIA, a Estácio de Sá afirmou que "tem mantido conversas frequentes com as autoridades para aumentar a segurança em vias públicas de grande movimento, como a Presidente Vargas, onde circulam milhares de pessoas diariamente, inclusive alunos, professores e funcionários" da universidade.

Em nota, a Polícia Militar explicou que o 5º BPM (Praça da Harmonia) reforça o policiamento nos pontos de maior incidência criminal: Central do Brasil, Rua do Passeio, Largo da Carioca, Avenida Presidente Vargas, Avenida Rio Branco e Campo de Santana. "A região conta com patrulhamento ostensivo feito por meio de rondas de viaturas e baseamentos em pontos estratégicos", completou.

Você pode gostar