Mais Lidas

Vigia agredido em assalto à quadra da Império Serrano está em estado grave

Homem foi transferido para o Hospital Getúlio Vargas durante a tarde desta quarta. Assaltantes levaram dinheiro e celulares de funcionárias

Por gabriela.mattos

Rio - Funcionários da escola de samba Império Serrano, em Madureira, viveram uma madrugada de terror ontem. A quadra da agremiação foi invadida por um homem armado que agrediu um vigia e roubou celular e dinheiro de quatro funcionárias, feitas de refém por ele. O vigilante está em estado grave depois de ter sido atingido no rosto por golpes com barra de ferro. Fantasias e instrumentos não chegaram a ser levados, nem danificados durante a ação.

O assaltante teria entrado pela porta dos fundos da quadra por volta da meia noite de terça-feira — a da frente estava trancada. Athemistocles Benedito de Araújo, o Mister, de 54 anos, foi rendido e depois agredido pelo bandido. Ele foi encontrado pelas funcionárias já bastante machucado, pedindo por socorro, e foi levado ao Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. De lá, foi transferido à tarde para o Getúlio Vargas, na Penha. A família da vítima, muito abalada, e a presidente da escola, Vera Lúcia, o acompanharam ao longo do dia.

Assaltante teria entrado pela porta dos fundos%2C já que a principal não estava aberta. A quadra não possui câmeras de segurançaSandro Vox / Agência O Dia

As vítimas do crime foram prestar queixa na 29ª DP (Madureira), mas, devido à paralisação dos policiais civis, não foi possível registrar o caso. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, será instaurado procedimento para investigar o roubo. “Os policiais irão realizar diligências para localizar imagens de câmeras de segurança, bem como outras diligências para identificar a autoria do crime”, diz a nota.

Quem tiver informações que auxiliem na investigação pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cidadão (CAC) pelos telefones (21) 2334-8823 e (21) 2334-8835.

Até a última atualização, o assaltante não havia sido identificado. Quando o crime ocorreu, as vítimas acionaram agentes do 9º BPM (Rocha Miranda), que fizeram buscas na região, mas não encontraram suspeitos. A quadra da escola fica na Avenida Ministro Edgard Romero.

As câmeras de segurança do Império não estavam — e não estão — instaladas na quadra. Segundo a presidente da escola, elas devem ser implantadas hoje para evitar novas invasões. Para Vera Lúcia, é imprescindível que a polícia identifique como se deu a ação do criminoso. “Ainda vamos fazer um balanço para ver o que aconteceu. A maior preocupação é saber por onde a pessoa entrou, porque os funcionários trabalham e passam a madrugada lá”, disse a presidente. Ela também relatou que os parentes da vítima estão muito chocados. “É uma situação complicada. Uma pessoa apareceu do nada e colocou uma arma na cabeça dele”, lamentou.

‘A paz do meu lugar aflora’

A escola do Morro da Serrinha é nove vezes campeã do Grupo Especial. Este ano, desfila na Série A, o Grupo de Acesso do Carnaval, por onde já conquistou o título em três oportunidades. Ela entra na Avenida à 0h15 do sábado de Carnaval com enredo que homenageia o centenário do poeta brasileiro Manoel de Barros, morto em 2014. 

Intitulado ‘Meu Quintal é Maior do que o Mundo’, o samba passa, em uma frase, mensagem bem diferente do pesadelo vivenciado pelos funcionários na madrugada do crime. “A paz do meu lugar aflora”, diz a letra. Que seja sempre assim, dentro e fora da comunidade.

?Reportagem do estagiário Caio Sartori

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia