Por adriano.araujo
Publicado 27/03/2017 16:59 | Atualizado 27/03/2017 17:10

Rio - O Ministério Público (MPRJ) Estadual do Rio de Janeiro vai investigar supostas irregularidades em visitas recebidas pelo ex-governador Sérgio Cabral no presídio de Bangu 8, no Complexo Penitenciário de Gericinó (Bangu), na Zona Oeste.

Cabral foi preso no final do ano passado, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro e, segundo o MP,  teria recebido visitas de parlamentares fora do horário permitido para visitantes.

Agentes denunciam que ex-governador tem privilégios em Bangu 8Rodrigo Felix Leal / Gazeta do Povo

O MP informou que um promotor da área de Tutela Coletiva do órgão vai analisar os relatórios da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária com as informações sobre as visitas recebidas pelo ex-governador e verificar se houve irregularidades.

Caso isso seja confirmado, será instaurado um inquérito civil para apurar responsabilidades de deputados estaduais e agentes penitenciários. Se houver necessidade de investigar deputados federais, o caso será encaminhado ao Ministério Público Federal.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa do filho de Sérgio Cabral, o deputado Marco Antônio Cabral (PMDF-RJ) informou que todas as visitas feitas ao pai “foram feitas legalmente e dentro das normas previstas”.

Você pode gostar