Mais Lidas

Portal oferece recompensa por suspeitos de matar turista argentino

Matias Carena, de 28 anos, foi morto durante uma briga na saída de um bar, em Ipanema, no último domingo

Por gabriela.mattos

Rio - O Portal dos Procurados oferece uma recompensa de R$ 1 mil por informações de cada um dos suspeitos de matar o turista argentino Matias Sebástian Carena, de 28 anos, no último domingo, na Rua Vinícius de Moraes, em Ipanema, Zona Sul do Rio. De acordo com a polícia, Júlio César Oliveira, conhecido como Godinho, de 24 anos; Thiago de Noros Lessa Filho, o Kadu, 39 anos; Valterson Ferreira Cantuaria, o Toddy Cantuaria, de 28 anos, e Pedro Henrique Marciano, o PH, de 25 anos, teriam agredido e matado a vítima em briga na saída de um bar.

Suspeitos de agredir e matar turista argentino%2C em Ipanema%2C são procuradosDivulgação

Segundo as investigações da Delegacia de Homicídios da Capital (DH), o argentino estava com três amigos quando se envolveu em uma confusão com um grupo de brasileiros sobre o preço do valor da conta cobrada pelo estabelecimento. O tumulto continuou do lado de fora do local e houve as agressões.

Carena, que também era jogador de futsal na Argentina, caiu no chão ao ser agredido e bateu a cabeça em um degrau de uma loja na calçada. Ele continuou sendo espancado pelos brasileiros, inclusive com uma muleta. O turista chegou a ser levado pelos amigos para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, mas já chegou morto na unidade. A DH informou que a vítima teve traumatismo craniano.

Matias Carena (à direita) posa com amigo ao chegar em aeroporto no Rio de JaneiroReprodução Twitter

A polícia afirmou que Toddy Cantuária, ex-integrante do grupo de pagode fugiu para Madri, na Espanha, poucas horas após a morte do turista. Ele teria sido a pessoa que deu um soco em Carena antes da queda. A Polícia Civil já acionou a Interpol, que está à procura do suspeito. 

Inicialmente, a DH pediu a prisão temporária de três suspeitos de envolvimento no crime, que responderão pode homicídio simples. Na última quarta-feira, a Justiça expediu um mandado de prisão para Thiago Noros por homicídio qualificado.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos pode denunciar WhatsApp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo Facebook (inbox): www.facebook .com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou pelo aplicativo do DD. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido.

Todas as informações recebidas estarão sendo enviadas para a Delegacia de Homicídios da Capital, que está encarregada do inquérito criminal.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia