Mais Lidas

Parque Deodoro só aos domingos

Fechada desde dezembro, área de lazer será aberta uma vez por semana a partir de 21 de setembro

Por gabriela.mattos

Rio - A reabertura do Parque Radical de Deodoro, um dos grandes palcos dos Jogos Rio 2016, anunciada para o dia 21 de setembro, será realizada gradualmente e antes da conclusão do processo licitatório que escolherá a futura administradora do espaço. Fechado desde dezembro, o local vai abrir apenas aos domingos inicialmente. O horário de funcionamento ainda será definido.

Com 500 mil metros quadrados%2C a piscina do Parque Radical de Deodoro foi aberta à população após a Olimpíada. Entretanto%2C em dezembro%2C a área foi fechada novamenteDivulgação

“A pista de BMX vai ser usada para treinamento e competições. Já a piscina de Canoagem Slalon tem alguns locais que são mais rasos, que permitem aulas de natação e hidroginástica. A abertura será gradual, primeiro somente aos domingos, e depois com mais dias da semana, até que esteja funcionando plenamente”, explicou a subsecretária municipal de Esporte e Lazer, Patrícia Amorim.

Em visita ao Parque Radical no dia 18 de agosto, Patrícia afirmou que ainda há muito o que fazer, mas ressaltou a importância de formalizar o serviço. Em nota, a Subsecretaria de Esporte e Lazer informou que, posteriormente, a intenção é abrir a unidade de quarta-feira a domingo.

Foram plantadas árvores no local%2C com sementes que passaram pelas mãos dos atletas da Rio 2016Divulgação

Sede das competições de canoagem, slalon, BMX e mountain bike durante as Olimpíadas, o espaço foi reaberto em setembro do ano passado e fechado em dezembro, por conta do fim do contrato com a empresa que o administrava. O novo processo de licitação ainda está em curso. Mesmo sem a definição do gestor, a abertura está garantida com a presença da Guarda Municipal, da Comlurb e outros serviços públicos.

A subsecretária informou que busca parcerias com a Confederação de Canoagem e com o Ministério dos Esportes para reduzir o gasto da administração do parque, que gira em torno de R$ 750 mil por mês para um espaço que possui 31 milhões de litros de água e 500 mil metros quadrados. O custo é equivalente ao necessário para manter de três a quatro vilas olímpicas.

A Comissão de Esportes e Lazer da Câmara Municipal também visitou o local no dia 18, com o objetivo de verificar o estado de conservação dos equipamentos.

O presidente da Comissão, vereador Felipe Michel (PSDB), está satisfeito com o avanço do legado olímpico. “O nosso trabalho é muito importante para ver o quanto podemos avançar. A pista e a piscina já estão sendo tratadas. É uma parceria muito boa entre os poderes executivo e legislativo. Vamos continuar acompanhando. Nosso trabalho não vai parar. A população espera isso de nós”.

Só a parte rasa da piscina para canoagem será aberta às criançasDivulgação

Aulas de BMX, natação e canoagem

Frequentadores do Parque Radical vão poder contar com aulas de BMX, canoagem, natação e escalada. Para participar das escolinhas, interessados deverão realizar inscrições na unidade.

A reinauguração marcada para o dia 21 de setembro vai marcar o Dia da Árvore e o início da primavera. Conforme O DIA informou no início do mês, a prefeitura vai transportar, no dia da reabertura, as quase 14 mil mudas de árvores que foram semeadas pelos atletas na abertura dos Jogos Rio 2016 e que estão sendo cultivadas em um viveiro na cidade de Silva Jardim, no interior do estado. 

Com capacidade para receber até seis mil pessoas por dia, o Parque Radical é a segunda maior área de lazer do Rio de Janeiro, atrás apenas do Parque do Flamengo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia