Mais Lidas

Travesti é encontrada morta e outra ferida em Campo Grande

Motivação ainda é desconhecida. Delegacia de Homicídios investiga o caso

Por O Dia

Rua Amaral Costa, em Campo Grande, onde mulher foi encontrada morta e homem ferido
Rua Amaral Costa, em Campo Grande, onde mulher foi encontrada morta e homem ferido -

Rio - Uma travesti foi encontrada morta e outra ficou ferida por tiros, na manhã desta quinta-feira, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Alessandra da Silva Alves, de 50 anos, e Nayara Montenegro, de 30, foram surpreendidas por homens que passaram de carro atirando, na Rua Amaral Costa, no centro de Campo Grande, conhecido local de prostituição da Zona Oeste. Ambas faziam "ponto" no local. 

Alessandra morreu na hora. Já Nayara, atingida na barriga e na coxa, foi socorrida e levada para o Hospital Carlos Chagas, em Campo Grande, onde passou por cirurgia. Ela não corre risco de morrer e está internada na ala feminina do hospital.

Um policial ouvido pelo DIA disse que a hipótese de Alessandra, que era muito conhecida na região, ter sido morta por vingança é forte e que a polícia já teria pistas dos suspeitos. Nayara teria sido atingida por estar perto da amiga.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital) está investigando o caso mas não divulgou nenhuma informação a respeito do caso, que está sendo acompanhado pela Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual.

Em nota, o coordenador da Diversidade Sexual do Rio, Nelio Georgini, lamentou o caso. "Precisamos lutar contra a transfobia, a LGBTfobia, e qualquer crime de ódio contra às minorias", afirmou.

Pelas redes sociais, amigos prestaram solidariedade. "Hj meu coração chora. Família Brasil está de luto. Minha Deusa resolveu partir nos deixando de uma forma triste. Todas e todos choram a sua falta Alessandra Brasil. Te amo! Minha musa inspiradora", postou uma internauta. "Nayara Montenegro força amiga! Você vai sair dessa bem e viva", disse outra.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários