Convenção partidária do PSD oficializa candidatura de Indio da Costa ao Governo do Estado

Discurso focado na Segurança e confiança no apelo do vice Zaqueu Teixeira foram as apostas do lançamento do candidato

Por NADEDJA CALADO

 PSD oficializou neste sábado a candidatura de Índio da Costa. Vice será Zaqueu Teixeira
PSD oficializou neste sábado a candidatura de Índio da Costa. Vice será Zaqueu Teixeira -

Rio - O PSD oficializou neste sábado a candidatura de Indio da Costa ao Governo do Estado. A convenção partidária realizada no Club Municipal, na Tijuca, Zona Norte do Rio, reuniu apoiadores do candidato, entre militantes do partido e pré-candidatos à Câmara Federal.

O discurso de Indio foi focado especialmente nas questões da área de Segurança: "Nosso carro-chefe é aquilo que vai garantir nossa vida. Sem segurança pública não tem hospital que atenda, escola que ensine". Ele também enfatizou a questão dos confrontos entre policiais e traficantes. "Quem tá com fuzil na mão sem estar de farda e distintivo escolheu matar gente de bem, entrar na guerra, matar ou morrer, tenha ele a idade que for. Então, que sofra as consequências“, declarou.

Nos discursos da convenção, um dos argumentos mais insistentes foi sobre alianças com outros partidos. "Não precisamos desse ajuntamento podre de partidos", discursou o deputado estadual Zaqueu Teixeira, que sai como vice da chapa. Indio garantiu que o assunto não era um recado a ninguém, incluindo o PRB de Crivella, que vai apoiar Anthony Garotinho, pelo PRP, e afastou a conversa sobre "ruptura" e "afastamento": "Política é política. Tenho uma relação de amizade, de respeito. O PRB está livre para escolher o caminho dele, vejo isso com tranquilidade".

Ele disse estar de "portas abertas": "Quem não for colocar os interesses político-partidários a frente dos interesses do governo tem espaço com a gente. Estamos abertos a todos os partidos que não representem o atual governo". Indio recebeu o que chamou de "visita de cortesia" de deputados de outros partidos sem aliança firmada com o seu, como Miro Teixeira, do PROS; e Luiz Carlos Ramos, do PR (partido que, corre nos bastidores, deve apoiar a candidatura de Eduardo Paes com o DEM).

Indio da Costa voltou a declarar seu voto para a presidência em Geraldo Alckmin (PSDB) e se mostrou confiante em receber o apoio de volta: "De fato gostaria muito de ter ao lado. É um partido de gente séria, não tenho nenhuma dificuldade com o PSDB". O apoio do candidato ao Senado Federal ainda não está definido.

No evento, também foram oficializadas as candidaturas a deputado de Andreia Zito, Arolde de Oliveira, Alexandre Cardoso, Alexandre Serfiotis, Felipe Peixoto, Flordelis, Hugo Leal, entre outros.

Últimas de Rio de Janeiro