Dois traficantes são mortos em confronto com a polícia em mais um dia de tiroteio em Santa Cruz

Favelas do Rola e Antares são alvos de disputa entre traficantes e milicianos desde a última sexta

Por O Dia

Material apreendido com os bandidos
Material apreendido com os bandidos -

Rio - As favelas do Rola e Antares, em Santa Cruz, na Zona Oeste, tiveram mais um dia de tiroteio nesta segunda-feira, o quarto seguido. Os novos disparos na região, que vem enfrentando uma guerra entre traficantes e milicianos desde a última sexta, começaram por volta das 17h30 desta segunda-feira e ainda eram ouvidos na madrugada desta terça. Durante o confronto, dois bandidos foram mortos em uma ação do Batalhão de Choque da PM.

De acordo com a Polícia Militar, uma equipe de patrulhamento do Choque foi atacada a tiros. Os agentes revidaram e, após o confronto, encontraram dois criminosos caídos no chão, ainda com vida. Eles foram levados à UPA do bairro, mas não resistiram aos ferimentos.

Com eles, os policiais apreenderam duas pistolas 9 mm, dois carregadores, munição, 945 pinos de cocaína, 150 trouxinhas de maconha e 500 pedras de crack. O material foi levado para a 34ª DP (Bangu), onde o caso foi registrado.

Em vídeos divulgados pelas páginas "Santa Cruz News" e "Onde Tem Tiroteio-RJ. OTTRJ" é possível ouvir os disparos que aconteceram na noite desta segunda na região; confira!

Um outro vídeo mostra motoristas voltando na contramão na Rua Felipe Cardoso por causa dos tiros nas comunidades; assista!

A guerra em Santa Cruz

O tiroteio que assusta moradores das comunidades de Santa Cruz começou na sexta com uma invasão de milicianos na Favela do Rola. Homens da Liga da Justiça, bando liderado pelo miliciano Ecko, entraram na comunidade, até então, dominada pela facção Comando Vermelho (CV). Por conta disso, traficantes locais se refugiaram na Favela do Antares. Além de sexta, houve confrontos no sábado, domingo e agora na segunda.

Os disparos do fim de semana fizeram com que a linha de ônibus 17 (Campo Grande x Santa Cruz), que leva os passageiros da Avenida Cesário de Melo, em Campo Grande, até a estação Santa Cruz do BRT Transoeste, parasse de circular. A linha só voltou a funcionar nesta segunda, após mais de 24 horas de interrupção.

Por causa do tiroteio na região, a polícia tem feito operações nas comunidades - Reprodução / Interent

A guerra fez com que agentes do Comando de Operações Policiais (COE) fossem enviados à região. Na operação, um homem foi preso e diversas armas e munições apreendidas entre domingo e segunda.

O confronto na região também levou a prisão de quatro policiais militares (um segundo sargento, uma cabo e dois soldados). Eles, todos lotados no 27º BPM (Santa Cruz), são suspeitos de ajudarem os milicianos que estão tentando dominar a região.

Homens com toucas ninjas e fuzis, que seriam milicianos, se misturam com PMs fardados na Cesário de Melo - Reprodução / Internet

Galeria de Fotos

Material apreendido com os bandidos Divulgação / Polícia Militar
Homens com toucas ninjas e fuzis, que seriam milicianos, se misturam com PMs fardados na Cesário de Melo Reprodução / Internet
Por causa do tiroteio na região, a polícia tem feito operações nas comunidades Reprodução / Interent

Últimas de Rio de Janeiro