Meteorito é objeto de disputa

a

Por

Símbolo da resistência do incêndio do Museu Nacional, o meteorito do Bendegó, retirado intacto do meio das cinzas, virou objeto de disputa pelos baianos. A tragédia estimulou a retomada de um movimento iniciado há mais de uma década de trazer o meteorito de volta à região de Uauá, local onde ele caiu em 1784.

De acordo com o portal Meus Sertões, a Associação Regional de Economia Solidária e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais estão entre as entidades que defendem a transferência da pedra espacial para o Museu do Sertão, que mantém uma réplica do meteorito feita de gesso.

"A cópia foi encomendada em ateliê no Rio. Ela tem medidas reais da pedra do Bendegó. Há alguns anos, teve avarias, mas um técnico de Salvador conseguiu consertá-la", explicou o geógrafo Raimundo Venâncio.

Para o jornalista Paulo Oliveira, que acompanha o movimento, o Bendegó carrega a história e a cultura do sertão. "O incêndio reacendeu as esperanças do sertão em trazer a pedra de volta".

 

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro