Polícia autua Supervia por crimes ambientais em estação de Japeri

Agentes encontraram infestação de pombos, ratos, cupins e camada de 15 cm de fezes

Por O Dia

Polícia Civil investiga crimes ambientais em estação da Supervia em Japeri
Polícia Civil investiga crimes ambientais em estação da Supervia em Japeri -

Rio - Policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) autuaram a Supervia nesta quarta-feira, após a averiguação de uma denúncia feita pela Prefeitura de Japeri, na Baixada Fluminense, de que a estação do município estaria cometendo crimes ambientais. 

De acordo com a especializada, peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) encontraram as irregularidades citadas na denúncia, como infestação de pombos, ratos e cupins, uma camada de 15 cm de fezes das aves na edificação, além de mau cheiro causado por restos mortais de animais.

No local, há um casarão histórico em fase de tombamento pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A concessionária foi autuada pelos crimes de poluição e contra o ordenamento urbano e patrimônio cultural. 

Polícia Civil investiga crimes ambientais em estação da Supervia em Japeri - Divulgação

Em nota, a Supervia informou que está em tratativa com os órgãos responsáveis sobre a situação do casarão da estação Japeri e informa que, periodicamente, realiza a limpeza e a manutenção do local. 

Galeria de Fotos

Polícia Civil investiga crimes ambientais em estação da Supervia em Japeri Divulgação
Polícia Civil investiga crimes ambientais em estação da Supervia em Japeri Divulgação

Últimas de Rio de Janeiro