Militares das Forças Armadas em operação em comunidade de Angra dos Reis - Divulgação
Militares das Forças Armadas em operação em comunidade de Angra dos ReisDivulgação
Por O Dia

Rio - Cerca de 2,5 mil agentes das forças de segurança fazem, desde a madrugada desta quinta-feira, uma operação em Angra dos Reis, na região da Costa Verde. Eles estão em oito comunidades do município: Parque Belém, Areal, Sapinhatuba (I, II e III), Lambicada, Camorim Grande e Camorim Pequeno. A ação envolve militares das Forças Armadas e policiais militares e civis e segue na nesta sexta, sem previsão de término.

Até às 18 desta quinta, foram presos 14 suspeitos e um corpo foi encontrado na comunidade Sapinhatuba II. De acordo com o Comando Conjunto da Intervenção na Segurança Pública do Rio, o óbito aconteceu durante uma guerra de traficantes rivais na região, na noite desta quarta.

Os agentes também apreenderem uma pistola .40, dois carregadores (um de fuzil e um de pistola), 11 munições, uma farda da PM, uma grande quantidade de drogas ainda não contabilizadas, 63 bisnagas de explosivos, 20 metros de estopim para detonação, cinco granadas caseiras, dois radiocomunicadores, dois celulares e um coldre de pistola. Além disso, cerca de 3.100 pessoas e veículos foram revistados, sem confronto até o momento.

Participam da operação 2.230 militares das Forças Armadas, 160 policiais militares e 70 policiais civis, com o apoio de blindados e aeronaves. Algumas vias e acessos na região poderão ser interditados e setores do espaço aéreo controlados, com restrições para aeronaves civis. Não há interferência nos aeroportos do estado.

As tropas também estão distribuindo folhetos impressos pedindo a colaboração da população. Neles, são sugeridos dois canais de comunicação: um telefone para denúncias anônimas (0300-253-1177) e um e-mail para dúvidas, reclamações, comentários e sugestões ([email protected]).

A estimativa é de que a operação impacte diretamente 22.800 pessoas e outras 146.470 indiretamente, num total aproximado de 170 mil moradores.

Militares das Forças Armadas em operação em comunidade de Angra dos Reis - Divulgação

Disque Denúncia passa informações em tempo real a agentes na operação

O Disque Denúncia disponibilizou o telefone 0300-253-1177 (custo de ligação local), além de seu aplicativo "Disque Denúncia RJ", para que a população possa contribuir com informações anônimas sobre esconderijo de armas, localização de bandidos e pontos de vendas de drogas. Todas elas serão serão encaminhadas em tempo real ao Comando Conjunto.

A entidade também vai preparar relatórios com base em relatos anônimos contidos no banco de dados sobre as quadrilhas que atuam na cidade.

Operação conta com helicóptero das Forças Armadas - Reprodução / TV Globo

Você pode gostar