Vacina contra pólio e sarampo prorrogada até dia 22

É a terceira vez que a campanha é prolongada, pois a cobertura no Rio está na faixa de 80%, mas meta é imunizar 95% das crianças

Por O Dia

Novo Dia D será realizado na semana que vem em todo estado
Novo Dia D será realizado na semana que vem em todo estado -

Rio - A vacinação contra poliomielite e sarampo foi prorrogada até 22 de setembro, quando a Secretaria Estadual de Saúde fará um novo Dia D, em parceria com os municípios que não atingiram a meta de cobertura. Essa é a terceira vez que a campanha foi prolongada. A meta é imunizar 95% das crianças.

Até 31 de agosto, 50% das crianças foram vacinadas. Com a segunda prorrogação até o dia 12 de setembro, esse índice chegou a 79% contra a poliomielite e 80% contra o sarampo. Com a nova data, o Ministério da Saúde pretende atingir a cobertura vacinal no estado.

A vacina contra pólio é recomendada com três doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP) até 1 ano de idade. A partir de 1 ano de idade até menores de cinco, que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a gotinha. Para o sarampo, essas crianças também receberão uma dose da vacina Tríplice viral, que protege também contra rubéola e caxumba, independentemente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias. Devem ser vacinadas as crianças a partir de 1 ano e 4 anos 11 meses e 29 dias, mesmo que já tenham duas doses.

Campanha na rádio e TV

A partir de quinta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde vai divulgar nos rádios e TVs, a campanha 'Tchau Sarampo, Tchau Pólio', reforçando a necessidade da vacinação durante a infância.

"Decidimos promover esta campanha porque, além de imunizar contra a pólio e o sarampo, queremos chamar a atenção para a vacinação na infância. Conseguimos afastar doenças graves no Brasil com a inclusão das vacinas em nosso calendário anual. A vacina continua sendo um método seguro e imprescindível para a proteção de nossos filhos", explicou o secretário de estado de Saúde, Sérgio Gama.

O médico da Secretaria, Alexandre Chieppe, afirma que o estado do Rio, assim como todo país, está em uma gradativa diminuição na cobertura vacinal contra as duas doenças. "Nosso desafio é reverter este quadro propagando a informação correta e derrubando qualquer notícia falsa sobre a segurança e eficácia das vacinas".

 

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro